Projeto universitário oferece acolhimento e apoio psicológico durante à pandemia da Covid-19

Redação


O projeto Aldeia Solidária, da PUCPR (Pontifícia Universidade Católica do Paraná), oferece acolhimento e apoio psicológico gratuito durante à pandemia da Covid-19. A iniciativa começou em maio de 2020 e, de lá para cá, já foram realizadas cerca de 420 sessões, com 140 pessoas atendidas.

Os atendimentos consistem em um momento de apoio emocional, embasado numa conversa com um dos voluntários do Aldeia Solidária. “A ideia do projeto surgiu em função da emergência da pandemia do coronavírus. Durante uma conversa no grupo de estudos e pesquisas de Direitos Humanos e Saúde Mental a gente entendeu que precisava fazer alguma coisa mais prática para ajudar a comunidade”, explicou Rodrigo Alvarenga, professor do PPGDH da PUCPR.

Atualmente, o projeto conta com 23 psicólogos voluntários que realizam atendimentos de segunda à sexta-feira, por videochamada ou conversas por telefone. As sessões duram de 30 a 60 minutos e a média tem sido de cinco encontros para cada inscrito.

“São sessões de conversas solidárias, não é apenas um serviço de escuta. Em alguns casos, os profissionais encaminham o inscrito para uma clínica da própria universidade para dar continuidade ao tratamento. O Aldeia Solidária é um projeto de apoio e orientação psicológica”, argumentou Alvarenga.

O serviço é gratuito e podem participar pessoas com 18 anos ou mais que necessitem de apoio psicológico. Os interessados devem se inscrever pelo site oficial do projeto (clique aqui) e aguardar o contato da equipe.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="779122" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]