Representantes de 13 capitais pedem protocolo flexibilização do isolamento social

Lucian Pichetti - CBN Curitiba


A secretária municipal de Saúde, Márcia Huçulak, e a procuradora-geral de Curitiba, Vanessa Volpi,  participaram, nesta quinta-feira (23), de uma reunião da FNP (Frente Nacional dos Prefeitos) para propor ao Governo Federal a criação de um Protocolo de Orientação Nacional para Flexibilização do Isolamento Social.

Prefeitos e representantes de 13 capitais do país participaram do encontro on-line. O documento deve ser enviado nesta sexta-feira (24), ao presidente Jair Bolsonaro e ao ministro da Saúde, Nelson Teich.

PROTOCLO DE FLEXIBILIZAÇÃO DO ISOLAMENTO SOCIAL QUER ESTABELECER NORMAS

O objetivo do protocolo é ser um conjunto de regras para auxiliar os governantes a estabelecerem normas específicas para a flexibilização do isolamento social, considerando o cenário da pandemia do coronavírus em cada localidade.

As medidas serão baseadas em estudos científicos, nacionais e internacionais, além das experiências vivenciadas em outros países que também estão enfrentando a covid-19.

Segundo o presidente da FNP, o prefeito de Campinas (SP), Jonas Donizette, as medidas de isolamento social adotadas a partir de março não podem ser afrouxadas de forma indiscriminada.

O presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia, Clóvis Arns, também acompanhou a videoconferência, que ainda teve a participação dos prefeitos:

  • Hildon Chaves (Porto Velho/RO);
  • Firmino Filho (Teresina/PI);
  • Edvaldo Nogueira (Aracaju/SE);
  • Clécio Luís (Macapá/AP);
  • Gean Loureiro (Florianópolis/SC);
  • Luciano Rezende (Vitória/ES);
  • Álvaro Dias (Natal/RN);

Previous ArticleNext Article