Sobe para 12 o número de mortos após temporal em Santa Catarina; nove desaparecidos

Redação


A Defesa Civil de Santa Catarina (DCSC) confirmou a morte de 12 pessoas pelas fortes chuvas que atingiram o Vale do Itajaí na madrugada da última quinta-feira (17).

São onze mortes no município de Presidente Getúlio, a cidade mais atingida, e uma em Ibirama.

Outras nove pessoas seguem desaparecidas, sendo duas em Rio do Sul e sete em Presidente Getúlio.

O município de Presidente Getúlio decretou estado de calamidade pública por conta da enxurrada e Rio do Sul situação de emergência.

Ao todo, o temporal provocou estragos em 12 cidades catarinenses.

De acordo com a Defesa Civil, na manhã desta sexta-feira haviam 55 pessoas desabrigadas e 144 desalojadas.

O Governo do Estado disponibilizou 1000 Cestas básicas, 1000 Kits de limpeza, 3000 Kits de higiene pessoal, 1.000 Fardos de água mineral até a manhã de hoje.

Equipes da Defesa Civil de Santa Catarina, Polícia Militar (PMSC) e do Corpo de Bombeiros permanecem realizando o apoio as vítimas, retiradas de pessoas de áreas de risco e o levantamento de perdas.

CHUVARADA NÃO DÁ TRÉGUA EM SANTA CATARINA

Os próximos dias serão marcados pela continuidade de tempo instável em Santa Catarina. Segundo a Defesa Civil local, há risco muito alto de deslizamentos nas regiões do Alto Vale do Itajaí, onde foi registrada mais de 200 mm de chuva, e risco alto no Baixo Vale do Itajaí e Grande Florianópolis, onde choveu mais de 150 mm nas últimas 72 horas.

Com a previsão de tempo chuvoso, a Defesa Civil de Santa Catarina não descarta ainda o risco de novos  alagamentos e enxurradas nestas regiões.

Previous ArticleNext Article