Sputnik V será produzida na Argentina, informa agência

Redação

sputnik V na argentina

A agência oficial de notícias da Argentina Télam anunciou que o Laboratório Richmond produzirá no país a vacina russa Sputnik V contra o novo coronavírus. Foi formalizado um acordo entre o laboratório e o Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF), de modo que o imunizante, o mais usado até agora na vacinação na Argentina, seja fabricado na planta da indústria, na província de Buenos Aires.

 

O acordo foi firmado em Moscou por Tagir Sitdekov, como representante do RDIF, e Marcelo Figueiras, presidente do laboratório Richmond. 

 

O laboratório indiano Hetero Labs Limited, com o qual Richmond mantém aliança estratégica há mais de 25 anos, participará do desenvolvimento da vacina russa na Argentina.

 

A Argentina vem recebendo lotes da vacina Sputnik V, desenvolvida pelo instituto russo Gamaleya, desenvolvida pelo Instituto Gamaleya, a partir de um acordo entre os dois governos, e começou a aplicá-la aos profissionais de saúde no final de dezembro passado.

 

O laboratório de Richmond possui uma unidade de produção no município de Pilar, em Buenos Aires, e recentemente lançou um plano de investimentos de 80 milhões de dólares projetado para os próximos cinco anos.

 

No início de fevereiro, Kirill Dmitriev, diretor geral da RDIF, havia afirmado em entrevista coletiva virtual que “a Argentina pode produzir a vacina Sputnik V”.

 

Leia também: Curitiba retoma vacinação contra a Covid-19 nesta sexta; veja programação

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="747674" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]