Consumo de suplementos, ervas e fitoterápicos em grandes quantidades pode causar problemas ao fígado

Johan Gaissler

medicamentos fitoterapicos e ervas prejudicam o fígado

O consumo de suplementos, ervas e medicamentos fitoterápicos em grandes quantidades podem causar problemas ao fígado, órgão do sistema digestório responsável pelo metabolismo da maioria das substâncias químicas ingeridas no organismo humano. Podem acontecer complicações como lesões hepáticas tóxicas, que representam cerca de 30% dos casos hepatites agudas no mundo.

De acordo com a explicação da gastroenterologista Fabiana Lora, o fígado é um dos órgãos mais importantes para a absorção de substâncias químicas, junto com os rins: “As substâncias são ingeridas, absorvidas no trato gastrointestinal e são transportadas por um sistema de vasos até o fígado, onde serão metabolizadas”.

Segundo a médica, a hepatotoxicidade pode acontecer por vários motivos, como dose em excesso e efeitos tóxicos nas células humanas, como uma alergia. O uso desenfreado de anabolizantes, por exemplo, pode alterar o metabolismo do fígado, deixando a bile retida.

Medicamentos fitoterápicos e ervas também causam problemas. Apesar de não haver grandes estudos sobre quais elementos que causam mais problemas ao fígado, o alerta à população surge por causa de casos relatados. Através disso, há a informação de que o extrato de chá verde, utilizado em cápsulas e produtos para a perda de peso, tem potencial de causar lesão hepática.

Ervas devem ser ingeridas com atenção, como a valeriana, usada para ansiedade, além da kava-kava e da cavalinha. O uso de laxantes naturais, oriundos do sene e da cáscara sagrada, pode causar problemas no fígado e no intestino. “A gente tem que cuidar com essa nossa crença de que tudo que é natural é bom, e as coisas não são assim. Então temos que cuidar com a automedicação”, afirma a médica.

 

Medicamentos podem fazer lesões graves ao fígado

Anti-inflamatórios, como nimesulida e diclofenaco, fazem lesões no fígado que podem ser graves. Também é recomendado o cuidado com antibióticos, como amoxicilina com clavulanato e quinolonas, além do fármaco paracetamol, que pode ser ingerido, no máximo, em 3 gramas por dia.

exemplos de medicamentos que fazem mal ao fígado
Ervas, medicamentos fitoterápicos como o chá verde, suplementos alimentares e até antibióticos podem prejudicar o fígado.

Não há sintomas iniciais de hepatotoxicidade na maioria dos casos.  O diagnóstico é feito em exames de sangue de rotina. Em situações mais graves, eventualmente, a pessoa pode apresentar febre, cansaço, amarelamento da pele, e escurecimento da urina e fezes esbranquiçadas.

A médica Fabiana Lora recomenda ter uma vida saudável, com prática de exercícios físicos, evitar o consumo de álcool, ou consumir apenas em baixa quantidade. Ainda recomenda não utilizar drogas e consumir café, que é benéfico ao fígado.

Johann Gaissler escreveu sob a supervisão da jornalista Martha Feldens

 

Leia também: Covid-19: Curitiba amplia leitos de UTI SUS para 378, maior número na pandemia

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="747744" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]