Suspeito de envolvimento em estupro e morte de jovem indígena é preso no RS

Folhapress

Terra indígena

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul prendeu no domingo (15) um homem suspeito de envolvimento na morte de uma jovem indígena de 14 anos em Redentora, no dia 4 de agosto. A adolescente desapareceu no dia 31 de julho, quando foi vista pela última vez em uma festa na Vila São João, no interior do município. Outro investigado também teve a prisão temporária decretada pela Justiça, mas é considerado foragido.

O corpo de Daiane Griá Sales, de 14 anos, foi encontrado em uma lavoura perto da reserva Terra Indígena do Guarita, onde ela morava, localizada na cidade.

Desde o início da investigação a Polícia Civil suspeita é de homicídio, com possibilidade de crime de natureza sexual e ocultação de cadáver.

Entidades indígenas se manifestaram pedindo justiça após a morte da jovem. A Apib (Articulação dos Povos Indígenas do Brasil Apoie) divulgou uma nota contra o que chamou de “barbárie” contra a jovem. Segundo a entidade, “ela foi encontrada morta em uma lavoura próxima a um mato, nua”. A nota ainda cita lesões graves nas partes íntimas da jovem.

A Arpinsul (Articulação dos Povos Indígenas da Região sul) também se manifestou afirmando que “repudia toda e qualquer violência contra mulheres indígenas e exige que a justiça seja feita a quem cometera tal atrocidade”.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="783566" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]