Taxistas realizam protesto contra Uber em Brasília

Taxistas de todo o Brasil participam de uma mobilização nacional em Brasília contra o aplicativo Uber, nesta terça-feira..

Andreza Rossini - 08 de novembro de 2016, 12:38

Taxistas de todo o Brasil participam de uma mobilização nacional em Brasília contra o aplicativo Uber, nesta terça-feira (8).

Participam cerca de 5 mil motoristas de táxi de 70 cidades. Os profissionais estão acampados em frente ao Congresso Nacional e prometem que só vão sair quando a Câmara Federal colocar em votação o projeto de Lei 5587/2016 que proíbe os serviços do aplicativo Uber no Brasil. Eles também pedem maior fiscalização do governo federal sobre a categoria.

Atualmente a matéria está aguardando a nomeação de um relator na Comissão de Trabalho Administração e Serviço Público da Câmara Federal.

Partiram de Curitiba para Brasília três ônibus lotados, vans e carros particulares para participar do protesto. O retorno está previsto para quarta-feira (9). O projeto deve ser colocado em pauta com pedido de votação em regime de urgência e, para que a cotação aconteça na quarta, são necessários 257 dos 513 votos.

Por meio de nota, a Uber rebateu o projeto de lei.

"Leis que visam impor limites artificiais  ao direito de cada um de fazer uso da tecnologia para gerar renda vêm sendo consideradas inconstitucionais pelo Judiciário. Este é mais um Projeto de Lei que pode acabar com dezenas de milhares de oportunidades de geração de renda, além de acabar com a possibilidade das pessoas deixarem seus carros particulares em casa e compartilharem sua viagem.

A Uber acredita que todo cidadão tem o direito de escolher como quer se movimentar pela cidade, assim como o direito de trabalhar honestamente."

Táxi x Uber 

Uma confusão entre taxistas e motoristas do aplicativo terminou com pelo menos três motoristas de táxi encaminhados para a delegacia, na noite da última quinta-feira (3), no Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.   Testemunhas relataram que o bate-boca teve início quando um veículo do Uber teria sido fechado por taxistas.

A discussão se tornou agressão e outros motoristas do aplicativo teriam sido acionados para ajudar o colega. A Polícia Militar foi chamada e ao menos dez viaturas foram até o local.

Confusão entre taxistas, motorista da Uber e policial termina com três detidos

Os taxistas foram encaminhados para a delegacia, assinaram termo circunstanciado e foram liberados em seguida.