Temer decreta luto de três dias e finais são adiadas

O presidente Michel Temer decretou hoje (29) luto oficial de três dias pelo acidente envolvendo a equipe da Chapecoense...

Mariana Ohde - 29 de novembro de 2016, 09:56

O presidente Michel Temer decretou hoje (29) luto oficial de três dias pelo acidente envolvendo a equipe da Chapecoense. Ele também determinou que a Aeronáutica disponibilize aeronaves para as famílias e para translado das vítimas.

O avião que levava os jogadores, dirigentes esportivos e jornalistas caiu no município de La Ceja, nas proximidades de Medellín, na Colômbia, na madrugada desta terça-feira (29). 81 pessoas estavam a bordo; 75 morreram, segundo as autoridades colombianas, e seis teriam sobrevivido - os números ainda podem mudar. A equipe viajava para Medellín, onde disputaria a primeira final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, amanhã (30) à noite. O segundo jogo seria em Curitiba.

Temer manifestou solidariedade às famílias das vítimas e determinou ao Itamaraty que faça contato com governo colombiano e com a prefeitura de Medellín.

"Nesta hora triste que a tragédia se abate sobre dezenas de famílias brasileiras, expresso minha solidariedade. Estamos colocando todos os meios para auxiliar familiares e dar toda a assistência possível. A Aeronáutica e o Itamaraty já foram acionados. O governo fará todo o possível para aliviar a dor dos amigos e familiares do esporte e do jornalismo nacional”, disse Temer em seu Twitter.

Jogos adiados

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou em sua página oficial o adiamento da final da Copa do Brasil, que seria disputada amanhã (30) entre Grêmio e Atlético-MG. Ainda não há nova data para a partida e definições deverão ocorrer ao longo do dia. A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) também decidiu pelo adiamento da final da Copa Sul-Americana.

Os dirigentes de Grêmio e Atlético-MG concordaram que não haveria clima para realização da partida de amanhã. "Com a tragédia acontecida, não há nenhum sentido na realização do jogo amanhã, diante do Grêmio. Solidariedade e respeito acima de tudo", publicou nas redes sociais Daniel Nepomuceno, presidente do clube mineiro.

Os perfis oficiais do Grêmio substituíram seu símbolo pelo escudo do time catarinense. "Chape, estamos contigo! Manifestamos nossa solidariedade neste momento de tristeza", registra uma postagem.

A partida adiada definirá o campeão da Copa do Brasil. No primeiro jogo, disputado em Belo Horizonte, o Grêmio venceu por 3 a 1 e agora pode perder por até um gol de diferença que ficará com o título. Caso perca por dois gols, a decisão será por pênaltis.

O Atlético-MG seria ainda o adversário da Chapecoense na última rodada do Brasileirão, marcada para o próximo domingo (4). Ainda não há informações sobre esta partida.