Ucrânia: Embaixada do Brasil anuncia trem de partida, mas não garante segurança

A Embaixada do Brasil na Ucrânia anunciou nesta sexta-feira (25) que brasileiros e outros cidadãos latino-americanos poderão deixar Kiev por meio de um trem.

Mônica Bergamo - Folhapress - 26 de fevereiro de 2022, 07:00

Hedeson Alves/Folhapress
Hedeson Alves/Folhapress

A Embaixada do Brasil na Ucrânia anunciou nesta sexta-feira (25) que brasileiros e outros cidadãos latino-americanos poderão deixar Kiev por meio de um trem que partirá às 22h da estação central da capital, com destino à cidade de Chernivtsi, no oeste do país.

O órgão afirma, porém, que não poderá prestar ajuda para o trajeto até a fronteira com a Romênia. E que não tem como garantir a partida ou lugares suficientes.

"Prioridade deverá ser dada a mulheres, crianças e idosos. Viajantes que tenham sucesso em partir com o trem deverão ter em conta relevantes dificuldades na chegada, onde há problemas com a falta de hospedagem, transporte para a fronteira, bem como longas filas na imigração", afirma.

A Embaixada ainda diz que "a situação de segurança e de disponibilidade de transporte na cidade é instável" e que mudanças podem ocorrer a qualquer momento.

"Caso considerem que a situação de segurança em suas localidades o permita, cidadãos brasileiros e latino-americanos registrados junto à Embaixada poderão dirigir-se à estação para tentar embarcar. Não é necessário comprar bilhetes. A chefia da estação está avisada do assunto, e buscará atender os cidadãos brasileiros e latino-americanos", afirma em comunicado transmitido por meio de seu canal no Telegram.

Segundo os primeiros cálculos da ONU e da Comissão Europeia, entre 100 mil e 120 mil pessoas se deslocaram somente no primeiro dia da guerra.

Como mostrou a Folha de S.Paulo nesta sexta, muitos deixam os grandes centros ou aqueles já alcançados pelos russos em direção a cidades menores, dentro da própria Ucrânia, procurando se aproximar das áreas a sudoeste, a mais distante da linha com a Rússia.

Outros já cruzam a fronteira de países vizinhos, especialmente os que fazem parte tanto da União Europeia quanto da Otan, a aliança militar do Atlântico norte, caso da Romênia e da Polônia.

Os deslocamentos devem se manter nos próximos dias e, a depender do agravamento do conflito, envolver até 5 milhões de moradores -a população total da Ucrânia é de cerca de 44 milhões.

Leia, abaixo, a íntegra da nota emitida pela Embaixada do Brasil na Ucrânia:

"Haverá HOJE trem que partirá às 22:00 da Estação Central de Kiev (Залізничний вокзал Київ / Voksal) com destino à cidade de Chernivtsi, no oeste do país.
Caso considerem que a situação de segurança em suas localidades o permita, cidadãos brasileiros e latino-americanos registrados junto à Embaixada poderão dirigir-se à estação (link com localização abaixo). Não é necessário comprar bilhetes. A chefia da estação está avisada do assunto, e buscará atender os cidadãos brasileiros e latino-americanos. Sugere-se que os interessados cheguem com antecedência.

A situação de segurança e de disponibilidade de transporte na cidade é instável e sujeita a mudanças repentinas, de modo que não é possível garantir a partida ou lugares suficientes. Prioridade deverá ser dada a mulheres, crianças e idosos. Viajantes que tenham sucesso em partir com o trem deverão ter em conta relevantes dificuldades na chegada, onde há problemas com a falta de hospedagem, transporte para a fronteira, bem como longas filas na imigração.

Os cidadãos que decidirem escolher essa viagem o farão por conta e risco próprio. A embaixada terá condições mínimas de prestar ajuda durante o trajeto até a fronteira com a Romênia, embora esteja sendo negociada a possibilidade de que o Conselho Regional de Chernivtsi ofereça transporte até a fronteira.

A embaixada do Brasil em Bucareste informará às autoridades romenas os nomes e números de documento de todos aqueles que embarcarem no trem, com vista a assegurar, na medida do possível, que os trâmites para entrada na Romênia sejam expeditos. A embaixada em Bucareste tentará, ainda, contratar ônibus para trasladar os cidadãos brasileiros até a capital romena.
Solicita-se a todos que se mantenham atentos às comunicações neste canal (Telegram e Facebook) para possíveis mudanças de planos.

Os cidadãos e seus familiares devem estar munidos de documentos de viagem ou identificação. Sendo esta uma evacuação de emergência, os passageiros devem carregar consigo apenas o essencial."

Localização da Estação de Trem:
Залізничний вокзал Київ
https://maps.app.goo.gl/XniHFynLvu23BPwa7

LEIA MAIS: Rússia veta resolução contra si na ONU e vê Brasil subir tom contra invasão