UFPR divulga regras para ensino remoto durante pandemia do coronavírus

Redação

UFPR divulga regras para ensino remoto durante pandemia do coronavírus

Para possibilitar aos alunos a antecipação de atividades acadêmicas enquanto as aulas presenciais estão suspensas, a UFPR (Universidade Federal do Paraná) divulgou nesta segunda-feira (22) as regras do Ensino Remoto Emergencial.

A medida foi aprovada pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFPR e tem caráter voluntário, com a universidade garantindo que a não participação dos estudantes nesse modelo não trará nenhum ônus ao aluno.

O cronograma inicial prevê que essas atividades sejam divididas da seguinte forma:

  • Cursos semestrais de 9 de junho e 26 de setembro;
  • Cursos anuais de 29 de junho e 7 de novembro.

A UFPR ressaltou que o cronograma pode ser alterado de acordo com a evolução da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) no Brasil.

Para auxiliar os estudantes, o TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) e o estágio obrigatório poderão ser concluídos após esse regime final.

Os estudantes terão três ciclos de oferta para as disciplinas:

Divulgação/UFPR

Essas disciplinas irão respeitar a carga horário determinada no período regular e a presença dos alunos será medida pela entrega das atividades pelos estudantes.

O método de ensino, bem como as avaliações e atividades e também a bibliografia podem ser alteradas de acordo com as orientações dos professores da universidade.

Mas os docentes deverão adequar essas atividades com possíveis problemas de conexão com a internet dos alunos, além de estabelecer uma comunicação com os estudantes sobre as novas ementas.

A UFPR ainda ressaltou que o Sistema de Bibliotecas irá ofertar um serviço de orientação aos professores para acessar a plataforma e disponibilizar seus conteúdos aos alunos.

Os estudantes deverão fazer suas matrículas pelo Portal do Aluno ou no SIGA, sendo que não haverá limite no número de disciplinas, mas sim na carga horário total:

  • 180 horas para os cursos de 15 semanas;
  • 216 horas para os cursos de 18 semanas
  • 240 horas para os cursos de 20 semanas
  • 360 horas para cursos anuais e para o curso de Medicina do Campus Toledo.

A única exceção será para estudantes que estejam concluindo seus cursos, que poderão adicionar 1/3 a mais de carga horária.

Mas caso um aluno não consiga manter a presença nas aulas e a conclusão das atividades, será possível o cancelamento da matrícula, sem qualquer ônus ao estudante.

Por fim, caso o calendário acadêmico retorne com as aulas presenciais antes do final do período especial, irá prevalecer os horários regulares.

Previous ArticleNext Article