IN LOCO: novas tendências do Direito
Compartilhar

Ser cristão e seus dilemas: uma incógnita entre a fé e os desafios diários...

Em uma sociedade inconstante, com limitações determinadas, e preconceitos instituídos, quais os desafios daqueles que buscam em Cristo seu fortalecimento?

Janaina Chiaradia - 17 de julho de 2022, 20:45

Arquivo pessoal da escritora.
Arquivo pessoal da escritora.

Os tempos são de: preciosos pensamentos...

E hoje, os meus questionamentos giram em torno da reflexão de como o cristão enfrenta seus obstáculos cotidianos...

Tudo isso porque, a cada dia, surgem novos parâmetros para análise, novas situações a serem questionadas, e novos ideais a serem alcançados.

Minhas experiências em outras filosofias religiosas, serviram para impulsionar o meu atual mergulhar na palavra, nos ensinamentos bíblicos, e na vivência em Cristo.

Os dias não tem sido fáceis para aqueles que buscam seguir efetivamente os sentimentos de Jesus, de seus exemplos, e de seu amor...

Não basta apenas ler a palavra, se não aplicar; não é válida a fala, se não corresponde com os atos praticados; e não há abraço traiçoeiro que oculte por muito tempo, os sentimentos do coração.

E assim, separo: o joio, do trigo; os conhecidos, dos amigos; meras falácias, dos verdadeiros conhecimentos; e impurezas, do mais profundo amor.

Todos somos falhos... erramos, magoamos, desperdiçamos, ou até mesmo, nos iludimos... mas a diferença é a forma como solucionamos o problema.

Há tempos atrás, só queria ser uma pessoa normal: estudar, trabalhar, amar, viver... enfim... mas percebi que o meu normal, não é o mesmo que a normalidade atual determina... parece no mundo se tornou “normal” enganar pessoas; trair sentimentos; manipular o sistema; influenciar erroneamente; descartar relacionamentos; e ainda, dominar o pensar com preceitos distorcidos.

O que esperar de pessoas que não se permitem o “amar genuíno”? Que não despertam para o “sobrenatural do Altíssimo”? E que não respeitam o pensar divino?

Ainda, tenho visto que, nos lugares em que o exemplo de Cristo deveria ser almejado, as pessoas são injustiçadas... aí me questiono: poderá a Palavra ser lançada, quando os reflexos estão aquém do esperado? Se ao invés do perdão e da compreensão, se observa as palavras acusadoras e malditas?

Contudo, quem sou eu, no meio da multidão, com meus erros e acertos, buscando simplesmente, arrancar o sorriso do Altíssimo, em cada ato praticado? Que Deus queira me usar, a cada dia mais, como Seu instrumento nos meios onde percorro.

E mais, que com as escritas, possam manifestar os sentimentos apropriados para cada acontecimento, e com tais, despertar reflexões e inspirações.

Nos últimos dias, percebo que algumas pessoas que admiro, que se tornaram referências cristãs para toda sociedade, são bombardeadas nas mais diferentes formas de ataques: pela mídia, redes sociais, e sistemas tecnológicos.

Tudo isso, por expressar sua forma de pensar, ser e agir, em conformidade com os conceitos cristãos... onde está a igualdade de condições, em um mundo tão parcial e robotizado? Como oportunizar diálogos saudáveis, se eles são tolhidos, nas primeiras manifestações? Como contribuir para uma nação se não há equilíbrio entre os poderes?

Realmente, aqueles que buscam viver em harmonia com os fundamentos bíblicos, são considerados “loucos”, fora da “realidade”, ou “antiquados”... por vezes, suas falas são injustamente intituladas de “informações falsas”, uma vez que, no contexto do sistema implementado, não se adequam ao fim pretendido.

Quantas provações, desafios, e obstáculos que todo cristão terá de suportar?

Quantas vezes ainda serão os cristãos repudiados?

Difícil resposta de ser, repentinamente, atingida... mas há um lugar em que todos os questionamentos poderão ser desvendados, todas as aflições acalentadas, e as forças a cada instante, renovadas: no “secreto”, onde os joelhos se dobram, para que a grandeza do Senhor resplandeça.

Não nos deixemos desanimar, desamparar, ou amedrontar. Ao contrário, devemos  entender que, se o sistema é enganoso e está nos perseguindo, o fortalecimento no altíssimo deve ser ainda mais profundo; a fé em constante evolução; e os pensamentos cristãos cada dia mais destacados em todas as nossas formas de comunicação.

Não estamos nesse mundo para servir aos homens, mas sim, ao Senhor; e dessa forma, contribuir para uma sociedade mais justa, digna e eticamente alinhada com os propósitos divinos.

Pense, analise e pratique a sua forma cristã de agir!

Que Deus abençoe a todos! Até o próximo domingo, uma ótima semana!

Abraços

Janaina Chiaradia