Voluntários servem lanches a pacientes e familiares de hospital

Andreza Rossini


Todas as sextas-feiras, elas estão no Hospital Universitário Evangélico de Curitiba (HUEC) servindo chá, café, bolachas e oferecendo livros infantis e literatura religiosa. Fazem isso mirando ajudar o próximo. Este é o trabalho voluntário que três senhoras desempenham pelas dependências do HUEC junto a pacientes e familiares à espera de uma consulta ou internamento.

Duas das voluntárias prestam serviços há mais de 20 anos. “A gente faz por amor a Deus e por amor ao próximo”, afirma Úrsula Ramos, 64 anos. Como se percebe, o sentimento de se preocupar com o semelhante é o que move essas senhoras. “Fazemos por amor às almas, porque se você não tiver amor, você não faz nada”, declara Neli Racoski, 73 anos.

Foi testemunhando o trabalho delas que Luciana Marques dos Santos, 42 anos, se uniu ao voluntariado há seis anos. Luciana estava no HUEC acompanhando uma irmã em tratamento contra um câncer quando lhe ofereceram um lanche. Eram Neli e Úrsula em ação. Foi o que bastou para ela se tornar uma voluntária. “O importante é fazer o bem sem olhar a quem”, diz Luciana.

O trabalho das voluntárias não termina por aí. Elas também são responsáveis por comprar tampas de plástico para os potes de vidro que guardam o leite materno. O plástico é o material indicado para proteger os potes do Banco de Leite, pois as tampas de latão podem enferrujar e contaminar o alimento, destinado a bebês de mães que não conseguem amamentar. 

Todo esse trabalho de um dia por semana começa na segunda-feira. É quando as três senhoras em cada uma de suas casas embalam os doces arrecadados com recursos próprios e organizam os livros, conseguidos com doações. O chá e o café são feitos no dia da visita. As três voluntárias comprovam que ajudar o próximo exige organização, para que tudo saia conforme o planejado. A elas, gratidão e reconhecimento pelo trabalho que realizam com o coração.

Previous ArticleNext Article