Paraná está entre os líderes de empreendedoras; rede social e campanha são criadas

Redação

empreendedoras do Paraná daniela chaves

O Paraná é o quarto estado do Brasil com maior número de empreendedoras. Apesar do número, de 549.572 mulheres e uma representação de 34% no comando das empresas paranaenses, o crescimento a nível nacional foi interrompido por causa da pandemia da Covid-19, segundo um estudo do Sebrae com base nos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD).

De acordo com o estudo, o percentual de mulheres líderes de negócios no Brasil caiu em quase 1%. No Paraná, quase metade delas tem menos de 44 anos de idade, com uma tendência à adesão ao mercado digital. “Eu observava as pessoas interagindo com as postagens que fazia e comecei a estudar e entender melhor as ferramentas digitais. Comecei a monetizar e, em 2020, desisti do atendimento físico. Eliminei uma série de gastos mensais e hoje vivo a minha melhor fase financeira”, comemora Daniela Chaves, que vende roupas há 12 anos em Paranacity, no noroeste do Paraná.

Além disso, no Dia Internacional da Mulher, na próxima segunda-feira, 8 de março, será lançada uma rede social feminina da área. O lançamento é da startup curitibana e-Delas, que oferece ensino empreendedor. Na plataforma, será possível a interação por mensagens, publicação de posts, criação de redes de contato privadas e participação em grupos e eventos voltados para mulheres.

rede social para mulheres
Capa da rede social e-Delas. (Foto: Divulgação)

“Nossa rede social não é exclusiva para o público feminino, já que alguns homens também poderão participar, desde que tragam conteúdo relevante para o universo da mulher empreendedora ou atuem como investidores-anjo”, explica Paloma Grubba, sócia da e-Delas.

SETOR GASTRONÔMICO TEM O INTERESSE DE EMPREENDEDORAS

Um exemplo de setor que tem a preferência das empreendedoras, ao criar o seu negócio, é o gastronômico. Segundo uma pesquisa da OnePoll realizada com 9 mil mulheres em 15 países, incluindo o Brasil, 25% das mulheres se interessam pela área.

A veterinária Lorena Lacava criou um projeto chamado “Churras das Guria”, através do Instagram, com o objetivo de dar dicas sobre como fazer churrasco. Ela considera a gastronomia um meio desigual de oportunidades para as mulheres. “Eu sou defensora da nossa classe. Quanto mais mulheres fizerem parte desse universo, melhor será para nós”, ressalta.

Ela também participa de uma campanha para o Dia Internacional da Mulher, criada por uma indústria de alimentos de origem suína, localizada nos Campos Gerais. Nas redes sociais da empresa, há curiosidades e recomendações sobre o preparo de carnes.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="749343" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]