Ferramenta é desenvolvida para monitorar ergonomia de trabalhadores

Redação

ferramenta desenvolvida melhora a ergonomia de trabalhadores

Kinebot é uma ferramenta capaz de monitorar a ergonomia de trabalhadores 30 vezes por segundo. Ela foi desenvolvida após um investimentos empresariais na área de segurança do trabalho, com o objetivo de aperfeiçoar a avaliação de postura dos profissionais.

O sistema coleta informações de filmagens de smartphones, simplificando o trabalho de ergonomistas, profissionais que avaliam e adequam os ambientes de trabalho para evitar acidentes e doenças.

De acordo com Alison Alfred Klein, um dos fundadores da marca, os ergonomistas avaliam os colaboradores cerca de duas a três vezes em cada ciclo de trabalho. A ferramenta atua como um modo de maior acompanhamento, com rapidez e análise com alta tecnologia, algo que antes seria feito em laboratórios de cinemática, com alto custo e com demora na execução.

Para colocar o software em funcionamento, é necessário realizar a filmagem do ciclo de trabalho do funcionário. “É necessário filmar o corpo inteiro ou, ao menos, os membros do corpo que se deseja avaliar, sem a necessidade de um tempo mínimo ou máximo de vídeo. Tudo depende do tamanho do ciclo de trabalho”, explica Cauê Marinho, que também é um dos fundadores da marca.

A pessoa responsável pela filmagem também precisa manter uma distância razoável de quem está sendo filmado, para capturar bem as imagens. Não é necessária a utilização de acessórios, como tripés, para a gravação, e a qualidade da filmagem não precisa ser profissional. Após a captura das imagens, é necessário fazer o upload do vídeo na plataforma disponível na web. A partir disso, por meio de algoritmos, o sistema faz a avaliação dos movimentos do trabalhador.

O resultado é exibido em tabelas e gráficos. Com isso, o ergoanalista pode fazer recomendações à empresa. “Por isso é importante salientar que não substituímos o ergonomista. A ferramenta permite que o cliente faça a primeira coleta de dados pelo Kinebot, e, posteriormente, possa enviar para o profissional da área fazer uma avaliação de forma remota, sem precisar se deslocar até o local de avaliação”, explica Alison.

A ferramenta também melhora a segurança para evitar que, em virtude da pandemia, a equipe de trabalho tenha contato com pessoas de fora da empresa ou que estejam fora de sua equipe de trabalho. Isso representa um ganho de prevenção e distanciamento social tanto para as empresas quanto para os ergoanalistas.

O software pode ser utilizado por empresas de ergonomia ou locais de trabalho que tenham setor de ergonomia. Da mesma forma, pode ser utilizado por profissionais da área que trabalhem de forma autônoma.

O Kinebot facilita a avaliação em diversos ambientes de trabalho, em especial nas plantas industriais. A ferramenta possui um potencial de utilização amplo, que pode abranger outras áreas, como escolas (para avaliar postura de crianças), a movimentação de atletas para melhoria de performance ou também na avaliação da postura de pacientes em clínicas.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="779579" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]