Economia sustentável: plataforma do PR promove trocas online com moeda digital

Redação

pontoponto, ponto ponto, sócarrão, trocas, troca, economia sustenável, empreendedorismo, paraná

Uma nova plataforma digital criada no Paraná tem como objetivo dar um destino útil àqueles objetos guardados no fundo do armário, que estão em bom estado, mas já não cumprem um propósito. O site PontoPonto apresenta uma proposta inédita no Brasil: utilizando um sistema de pontos – no qual cada ponto equivale a R$ 1,00 – é possível fazer sucessivas trocas em uma  “lojinha virtual” própria.

Os pontos funcionam como uma moeda virtual, deixando a transação mais simples e independente do interesse mútuo por itens em comum, fundamento básico do processo de troca.

“Com a chegada da pandemia, tivemos que nos adaptar a novas formas de nos relacionar com tudo, passamos a olhar mais para nós, para o próximo, e para o mundo onde vivemos. A forma de consumir, também mudou. Seja por consciência, seja por necessidade de economia que a crise trouxe. A reutilização, o reaproveitamento, a reciclagem ganharam novo fôlego”, defende Tairone Passos, empreendedor à frente do PontoPonto.

“E pensando em trazer uma alternativa sustentável, criativa e online é que criei o PontoPonto. Foi um projeto que nasceu com a pandemia e que acredito muito em seu potencial de negócio”,  explicou o empreendedor, que há 20 anos criou o primeiro classificado de carros online, o SóCarrão.com.br.

Ao se cadastrar o usuário já ganha um “bônus” de 1.500 pontos. Porém esse valor fica em quarentena, sendo liberado conforme os produtos sejam cadastrados. Isto é, ao cadastrar um vestido equivalente a 100 pontos, por exemplo, o usuário já libera 100 pontos para trocar por algum outro produto anunciado na plataforma, e assim por diante.

“Com isso conseguimos incentivar e movimentar as transações nesse primeiro momento em que as pessoas estão em fase de experimentação do PontoPonto”, explica Passos.

Economia criativa e sustentabilidade são os pilares do PontoPonto

O objetivo principal é formar uma rede em que pessoas possam trocar experiências a partir de itens compartilhados e, assim, deem muito mais tempo de uso a objetos e utilidades, gerando menos descartes, lixo e desperdício. Há espaço para todos os tipos de produtos e gostos: eletrônicos, casa, decoração, móveis, livros, infantis, roupas, etc.

“Acredito que o PontoPonto tem o potencial de dar acesso a produtos que algumas pessoas não teriam, e tornar mais fácil a aquisição de bens. Também ajuda no ‘arrependimento’ da compra por impulso, pois é possível logo trocar por algo no site, já temos cadastrados muitos itens novos. Dessa forma, a renda familiar pode ser direcionada para coisas mais essenciais como educação, saúde e sustento. Se uma família não precisar mais comprar ou puder reduzir seu investimento em roupas e brinquedos para as crianças, ela poderá investir em ações que melhorem sua qualidade de vida”, explica.

Os cadastros e anúncios passam por uma moderação para identificar se o item anunciado está em uma faixa de preço aceitável ou não, também o anunciante passa por avaliação manual por meio do envio de documentos.

O usuário anunciante do PontoPonto não paga ao anunciar o produto, já quem pega um item paga o valor em pontos mais 14% sobre este valor convertido em reais. A entrega é combinada entre as partes.

pontoponto, ponto ponto, sócarrão, trocas, troca, economia sustenável, empreendedorismo, paraná, tairone
Criador do SóCarrão.com.br Tairone Passos está à frente da PontoPonto (Divulgação)

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="758039" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]