Portos paranaenses adotam solução que otimiza o gerenciamento de operações

Redação

porto de paranaguá ferroeste

Os portos paranaenses adotaram uma solução que otimiza o gerenciamento das operações portuárias. O Port Colaborative Decision Making é baseado na colaboração entre os envolvidos na atracação e desatracação dos navios. A implantação é um dos resultados obtidos em cooperação técnica com a Fundación Valenciaport, da Espanha.

​Outra conquista que chega com a conclusão da primeira grande fase dos trabalhos desenvolvidos nessa parceria inovadora é a definição do modelo do primeiro Sistema de Comunidade Portuária (Port Community System-PCS) do Brasil.

​“Assim, em uma atitude pioneira, a Portos do Paraná dá mais um grande passo rumo à transformação digital na gestão portuária, colocando o Estado em destaque entre os portos do Brasil e da América Latina”, destaca o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia.

​Como parte desse processo, Garcia recebeu, em 2021, o diretor de Desenvolvimento de Negócio Internacional, Miguel Garín, e Jonas Mendes Constante, consultor de Estratégia e Inovação da Fundação e diretor do projeto da Portos do Paraná.

​“Esse desenvolvimento inovador vem sendo realizado em quatro frentes principais. Em uma iniciativa inédita, em pleno período pandêmico, seguimos investindo em pesquisa, desenvolvimento tecnológico e formação para modernizar os portos paranaenses”, afirma Garcia.

​Além dos dois sistemas, a autoridade portuária do Estado está desenvolvendo um diagnóstico e roteiro para melhorar a segurança cibernética da Portos do Paraná e capacitar a própria equipe – principalmente as lideranças – em transformação digital, estratégia e gestão portuária.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="815324" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]