Operação Lava Jato
Compartilhar

Delatores confirmam reuniões sobre propinas no Guanabara

Metro Jornal Curitiba Três delatores da empreiteira Andrade Gutierrez confirmaram ontem ao juiz Sérgio Moro que t..

Narley Resende - 08 de março de 2017, 08:31

Metro Jornal Curitiba

Três delatores da empreiteira Andrade Gutierrez confirmaram ontem ao juiz Sérgio Moro que trataram de propinas pagas ao ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB-RJ), em reuniões no Palácio da Guanabara, sede do governo estadual.

Rogério Nora, Clóvis Peixoto e Alberto Quintaes confirmaram os encontros. Eles foram ouvidos no processo em que Cabral é acusado de ter recebido R$ 2,7 milhões de propina da Andrade Gutierrez por um contrato de terraplenagem do Comperj, da Petrobras. O restante das ações contra Cabral corre na Justiça Federal do Rio.

Segundo os ex-dirigentes da construtora, Cabral tratou de propina uma vez, em 2008, mas em geral essa missão ficava com Wilson Carlos, ex-secretário de Governo, e Carlos Miranda, apontado como operador de Cabral.

“Com Carlos Miranda, com certeza esses eventos eram para ‘bater planilha’, acertar entrega de propina ou não”, disse o ex-diretor Alberto Quintaes.

O Metro Jornal não obteve contato com a defesa de Cabral. Ontem os advogados pediram à Justiça do Rio que ele seja dispensado das audiências de testemunhas nos dias 15 e 17.