Operação Lava Jato
Compartilhar

Delegado da Lava Jato apaga publicação em que colocava em dúvida acidente que terminou com morte de Teori

Depois de escrever, na página pessoal dele no Facebook, que a morte do ministro Teori Zavascki, “na véspera da homologaç..

Roger Pereira - 19 de janeiro de 2017, 20:19

Depois de escrever, na página pessoal dele no Facebook, que a morte do ministro Teori Zavascki, “na véspera da homologação da colaboração premiada da Odebrecht, deve ser investigada a fundo”, o delegado da Polícia Federal, Marcio Adriano Anselmo – um dos principais investigadores da Operação Lava Jato no Paraná -, removeu a publicação. No texto original, o delegado ainda afirmava que o acidente, escrito entre aspas, era o prenúncio do fim de uma era. Segundo a publicação de Márcio Anselmo, que foi removida da página, o ministro “lavou a alma do STF à frente da Lava Jato”. O delegado da PF também havia escrito que Teori Zavascki “surpreendeu a todos pelo extremo zelo com que suportou todo esse período conturbado”. Juiz da corte desde 2012, ele era responsável pelos casos da Lava Jato que envolvem pessoas com foro privilegiado, como congressistas e ministros.