Operação Lava Jato
Compartilhar

Eduardo Paes nega reunião com Cunha e Zelada

Arrolado como testemunha de defesa do ex-deputado federal Eduardo Cunha, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes afir..

Roger Pereira - 24 de novembro de 2016, 16:45

Arrolado como testemunha de defesa do ex-deputado federal Eduardo Cunha, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes afirmou, em videoconferência com o juiz federal Sérgio Moro, não conhecer o ex-diretor da Petrobras Jorge Zelada, nunca ter participado de nenhuma reunião com Eduardo Cunha cujo tema tenha sido a Petrobras e conhecer apenas pelo que leu nos jornais o assunto “Benin”, referente a compra, pela Petrobras, de campos de petróleo no país africano, objeto da denúncia contra Cunha, acusado de receber propina pelo negócio.

“A denúncia menciona uma reunião que teria ocorrido em 12 de setembro de 2010, entre o senhor, Eduardo Cunha e Jorge Zelada para tratar deste assunto. Diz, ainda, que os senhores foram até essa reunião de helicóptero, vossa excelência confirma essa reunião?”, foi o questionamento feito pelo advogado de Cunha, Marlus Arns, no depoimento que durou menos de 5 minutos.

“Não, não tivemos essa reunião”, disse o prefeito carioca, que disse que checou os registros de sua agenda para a data e confirmou que teve três compromissos com Eduardo Cunha. “Fui olhar meus registros de agenda e, neste dia tive três agendas com o deputado Eduardo Cunha. Fomos à Igreja Assembleia de Deus na Barão de Petrópolis às 10h, depois visitamos um conjunto no bairro Paciência e depois estivemos na Pavuna para discutir um pleito sobre o trânsito”, disse, ressaltando que nunca esteve na Petrobras acompanhado de Cunha.