Operação Lava Jato
Compartilhar

Janot prorroga trabalhos de procuradores da Lava Jato no STF

Com Thaissa Martiniuk | BandNews FM CuritibaA Procuradoria-Geral da República (PGR) prorrogou por mais seis meses os tra..

Fernando Garcel - 25 de janeiro de 2017, 16:20

Com Thaissa Martiniuk | BandNews FM Curitiba

A Procuradoria-Geral da República (PGR) prorrogou por mais seis meses os trabalhos dos procuradores que atuam na Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF).

O grupo foi criado em janeiro de 2015 e é formado por 10 integrantes efetivos e seis colaboradores. Eles auxiliam o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, na análise dos desdobramentos das investigações. Além disso, o grupo também participa de audiências, firma acordos de delação premiada e coleta provas e depoimentos dos investigados.

 A coordenação da força-tarefa no STF vai ficar a cargo do promotor de Justiça Sergio Cabral Fernandes. A portaria da PGR foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) do dia 19 de janeiro.

Em três anos de Lava Jato, o STF, que concentra processos que envolvem autoridades com foro privilegiado, instaurou 81 inquéritos contra 364 investigados, 41 acordos de colaboração já foram homologados pela corte e R$ 79 milhões já foram repatriados.

Já os promotores e procuradores que atuam no Paraná tiveram os trabalhos prorrogados até setembro de 2017. A decisão havia sido tomada ainda em 2016, também pelo procurador-geral Rodrigo Janot. Atualmente, a força-tarefa em Curitiba conta com 11 profissionais do Ministério Público Federal (MPF) dedicados exclusivamente à Lava Jato e mais três colaboradores que auxiliam nas investigações, coordenadas pelo procurador Deltan Dallagnol.