Operação Lava Jato
Compartilhar

Após delação, MPF quer que réus se tornem testemunhas de acusação

O Ministério Público Federal (MPF) encaminhou nesta quinta-feira (26) ao juiz federal Sérgio Moro um pedido para que doi..

Fernando Garcel - 26 de janeiro de 2017, 17:01

O Ministério Público Federal (MPF) encaminhou nesta quinta-feira (26) ao juiz federal Sérgio Moro um pedido para que dois executivos da empreiteira Andrade Gutierrez deixem de ser réus em uma ação penal e passem a atuar como testemunhas de acusação do processo.

> Ex-presidente da Andrade Gutierrez dribla imprensa na Justiça Federal

> Delatores da Andrade Gutierrez vão pagar multa de R$ 9,7 milhões

Entre os executivos, estão Rogério Nora de Sá e Clóvis Numa Peixoto. Ambos firmaram acordos de colaboração premiada com o MPF cujos fatos são relacionadas ao esquema de corrupção envolvendo a Petrobras e a Eletronuclear.

> Confira a petição na íntegraCapturar

De acordo com o MPF, os dois já foram condenados em outras ações penais e a sentença proferida aos dois já passou do período máximo que foi acordado no termo de colaboração premiada. " As penas dos colaboradores atingiram, então, o montante máximo previsto no acordo de colaboração premiada", disse os procuradores.