Operação Lava Jato
Compartilhar

Sete dos senadores que votaram pela urgência do pacote anticorrupção são denunciados da Lava Jato

O Senado, ontem (30), votou o pedido de urgência para o pacote das "dez medidas contra a corrupção". Metade dos 14 senad..

Julie Gelenski - 01 de dezembro de 2016, 12:11

O Senado, ontem (30), votou o pedido de urgência para o pacote das "dez medidas contra a corrupção". Metade dos 14 senadores que votaram favoráveis à manobra para agilizar a votação do pacote anticorrupção está citado, de alguma forma, na Operação Lava Jato.

A manobra não passou, pois avisados em cima da hora, um grupo de parlamentares protestou e a votação de urgência acabou derrubada. QUem articulou a votação foi o presidente da casa Renan Calheiros (PMDB-AL), para apenas algumas horas depois da votação da Câmara Federal.

Dos sete senadores investigados, dois do PT tiveram o pedido do inquérito arquivado pela Polícia Federal, por falta de provas. Humberto Costa PT-PE, investigado por corrupção e Lindbergh Farias PT-RJ, também investigado por corrupção mais lavagem de dinheiro.

O Senador paranaense do PMDB, Roberto Requião, não é investigado, mas foi citado na delação premiada do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado.

Já Valdir Raupp do PMDB-RO, denunciado em setembro pela Procuradoria Geral da República (PGR), Fernando Bezerra PSB-PE está denunciado pela PGR desde outubro e Ciro Noguira do PP-PI que ainda não foi denunciado pela PGR, são todos investigados por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Benedito Lira do PP-AL e Fernando Collor PTC-AL, tiveram as denuncias apresentadas pela PGR em 2015. Ambos por corrupção (Collor por passiva)e lavagem de dinheiro.