A Previdência e o Câncer

Renato Follador


Recebo pessoas de todas as classes para consultoria: pobres e ricos, jovens e idosos, assalariados e profissionais liberais, intelectuais e trabalhadores não qualificados. Isso há mais de 30 anos.
Dia desses estava analisando o que a maioria tem em comum. Sim, eles têm coisas em comum.
A primeira: a imensa maioria administra muito mal seu dinheiro– inclusive os ricos.
A segunda: são raros os que têm a visão do longo prazo. Sabem aquela história de poder sempre manter o padrão de vida, especialmente na velhice?
Pois é, esse é o retrato dos profissionais no Brasil, por absoluta falta de educação previdenciária nas escolas e nas faculdades. Não é por outra razão que 2/3 dos trabalhadores estão com o nome sujo no SPC. Culpa deles? Não. Culpa de governos irresponsáveis, que preferem o povo na ignorância, para que governantes e banqueiros possam seguir auferindo lucros estratosféricos à custa da pobreza da maioria.
A grande maioria não tem sequer um orçamento mensal. Na melhor das hipóteses, sabe o que ganha, mas não sabe o que gasta.
Quando recebo um sessentão, então, que não tem nada guardado, me lembro de que a falta da previdência privada é como um câncerque pode não manifestar-se nem doer por muito tempo, mas quando percebemos, lá na frente, tardiamente, geralmente é fatal.
Essa foi a razão para que eu colocar, como chamada do meu comentário, o refrão: “previdência privada, um dia você vai precisar dela”.

➡️Consultas sobre finanças e previdência: (41) 3013-1483

Previous ArticleNext Article