Atitude

Renato Follador

A palavra impossível é pouco feliz. Não podemos esperar muito daqueles que a põem com freqüência na boca.

Sempre achei que a diferença entre o possível e o impossível é outra palavra: determinação. Com que paixão desejamos algo e quanto estamos dispostos a pagar para consegui-lo. Quando vemos uma pessoa bem-sucedida, logo pensamos: ah, ela teve sorte! Sorte, na verdade é, em muitos casos, o nome que se dá ao mérito do outro. É que não sabemos o quanto ele se dedicou ao seu objetivo e de quanto ele teve que abrir mão para chegar lá. Normalmente queremos tudo, porém sem abrir mão de nada.

Quem quer cuidar do futuro deve saber que ele é uma conquista, e se constrói hoje. E sem atitude, podem estar certos de que ele não será muito bom e, lá na frente, não teremos ninguém para admirar a nossa falta de sorte.

Como lido com previdência todo dia, há mais de trinta anos, sei que aqueles idosos que tem uma vida invejada tiveram que investir durante muito tempo, para terem a situação privilegiada que têm hoje.

Se você deseja muito algo que nunca teve, faça algo que nunca fez. Poupe um pouco ao invés de só gastar.

Na vida temos que ir atrás de nossos sonhos, porque sonhos não têm pernas para irem atrás de nós. Assim, se você quiser que teus sonhos se realizem, não durma demais. Mexa-se. Sonhe de olhos abertos.

Por fim, é como um amigo meu diz: a maioria dos sonhos se roncam, ou seja, nunca deixam de ser sonhos, pois não fazemos a nossa parte para torná-los realidade.

Ouça Renato no SoundCloud – Clique aqui!

Por Renato Follador,

Consultor em Previdência e Finanças.

Previous ArticleNext Article