Capacidade de Indignação

Renato Follador


Na vida profissional, o que vale é fazer nosso trabalho bem feito, resultando na admiração que vão nos dispensar os homens de bem ou na crítica dos maus; o que, no fundo é a mesma coisa. 

O reconhecimento tem mais valor do que dinheiro. E este acaba sempre vindo junto, quando fazemos o nosso melhor.

Muita gente luta para ficar rico, outros para terem poder e alguns para serem famosos. Tudo é válido, se a riqueza, o poder e a fama resultarem de trabalho que não prejudique os demais e, se possível, que ajude os demais.

Por que digo isso? Porque não conseguimos estancar tanta corrupção, tanta maldade, tanta impunidade e tanta ganância de poderosos e políticos inescrupulosos, mas intocáveis.

Junto com as celebridades efêmeras, gente sem valor, sem trabalho e sem conteúdo, sendo enaltecida pela mídia, está difícil às crianças e jovens o acesso a bons exemplos. E dar exemplo é o melhor modo de ensinar.

Acho que é hora de dar um basta. De resgatar nos negócios, na política e na vida pessoal valores esquecidos, mas, por certo, ainda não perdidos. 

E só há um caminho: mostrar permanentemente nossa indignação, especialmente nas redes sociais, que hoje unem tantos brasileiros. 

Porque um povo que perdeu a capacidade de se indignar não merece ser nação.

 

 

 

Acompanhe meus comentários diários também nas redes sociais @orenatofollador e nos Podcasts da Apple, Spotify e Deezer.

Previous ArticleNext Article