De volta pra casa

Renato Follador


Facebook e Google anunciaram que os funcionários poderão trabalhar de suas casas até o ano que vem. A Amazon não prevê o fim do home office para antes de outubro. 

No mercado financeiro, mudanças podem ser permanentes, com possibilidade de que nem todos os trabalhadores voltem mais aos prédios de Wall Street.

A Universidade da Califórnia anunciou nesta terça-feira que vai manter a educação online na maioria dos 23 cursos durante o próximo semestre letivo, que costuma ter início em agosto e se encerrar em dezembro.

A prática vai nos mostrar que é possível uma relação de trabalho mais madura, mais responsável, onde o importante é a produtividade e o resultado. Assim, especialmente no setor de serviços e comércio, não importa onde produziu e sim o que produziu no prazo estipulado. E produzir em casa torna-se uma alternativa mais prazerosa, mais barata e mais prática.

Vamos mudar nossa forma de trabalhar, de consumir, de se relacionar.

O comércio eletrônico dispara. Com os Correios entregando mercadorias e os deliverys entregando comida, podemos nos dar ao luxo de receber tudo em casa, sem deslocamentos como fazíamos no passado.

Quanto à forma de se relacionar, tudo isso vai nos estimular a estar mais em casa, perto de quem amamos. E a estrutura familiar é fundamental em uma sociedade saudável.

Olha, o coronavirus deixará um legado bom: ter-nos levado de volta para casa. 

 

Me siga nas redes sociais @orenatofollador e escute meus comentários nos Podcasts da apple, Deezer e Spotify.

Previous ArticleNext Article