Discurso de Políticos

Renato Follador


É próprio dos grandes espíritos dizerem muito em poucas palavras; ao contrário dos ignorantes alfabetizados, que têm o dom de falar muito sem dizer nada.

Não agüento mais ouvir políticos prolixos, vazios, despreparados, voz empostada, com discursos demagógicos decorados. E falando muito, muito mesmo de coisas que nem conhecem. Muitas palavras nunca indicaram muita sabedoria.

Por outro lado, como é bom ouvir gente que têm o poder de síntese. Que não enrola nem usa palavras difíceis para mostrar erudição. Que sabe o que fala, que diz o óbvio e vai direto ao assunto.

Ainda bem que o mundo mudou. Vivemos a era da internet, das redes sociais e da conexão permanente. A forma de comunicar é outra.

Vamos ter eleição até o final do ano, pelo menos esperamos e torcemos, pois significaria que a pandemia estaria controlada. Prestem atenção nos discursos desde já.

Aqueles que falam muito pensam pouco, pois não têm organizadas as idéias.  E, se as têm, terão dificuldades de executá-las, pois nem conseguem transmiti-las com simplicidade, que dirá pô-las em prática.

Mas o melhor discurso é o exemplo de vida.

Sempre a receita será olhar o passado e a obra dos candidatos.

 

 

Acompanhe meus comentários diários também nas redes sociais @orenatofollador e nos Podcasts da Apple, Spotify e Deezer.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="704691" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]