Exemplo

Renato Follador


O culto aos heróis é sempre mais intenso onde menos se respeita a liberdade humana.

Da mesma forma, o culto aos ídolos é sempre mais forte onde menos se encontra semelhantes a eles.

E é nas grandes tragédias que aparecem os grandes líderes que acabam por tornarem-se ídolos.

Está difícil encontrar um verdadeiro líder dentre os governantes mundiais de hoje.

A humildade, a bondade, o desapego, a simplicidade, a coerência, o espírito de justiça, a honestidade, a proximidade com seus semelhantes não está presente na maioria das lideranças mundiais. Raramente possuem sequer uma dessas qualidades, que dirá todas.

De tudo que aprendi na escola e na vida, cheguei à conclusão que se educa mais e melhor pelo exemplo.

Em nosso país, o trabalho para mudar as lideranças públicas depende de mudarmos primeiro a nós mesmos para depois escolhermos melhor quem deve nos representar. E isso pode levar mais de uma geração. 

Mas se o presidente atual optasse por passar para a história ao invés de para o próximo mandato, poderia, independentemente de Congresso, de políticos e de mídia começar a mostrar o caminho.

Como? Tendo a humildade de curvar-se ao conhecimento, à sabedoria e à iniciativa de quem bem escolheu para representar seu governo nos ministérios. Não vendo em cada auxiliar um perigo político ou adversário futuro.

Aliás, sempre me cerquei de pessoas melhores que eu e dei-lhes autonomia. Nunca me arrependi. Só aprendi e venci.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="691623" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]