Financiar já

Renato Follador


Mais e mais perguntas sobre financiamento habitacional.

Se você pensou um dia em financiar um imóvel próprio, o momento é agora.

Até porque o home office veio para ficar e podemos incorporar um espaço a mais na casa, mais tranquilo, para podermos produzir melhor.

Pegue o máximo que puder, desde que caiba no teu orçamento mensal.

Como já havia dito, a taxa de juros anual do Sistema Financeiro Habitacional, que usa recursos do Fundo de Garantia por tempo de Serviço estava em 12% há 2 anos. Hoje, 6%, metade.

Ocorre que todo juro do mercado é balizado pela SELIC, a taxa de juros básicos da economia. Ela está no chão. Nunca na história ela foi tão baixa. Lembram que, há somente 3 anos, estava em 14,25%, sete vezes maior. Pois é, a SELIC não tem como cair mais. Aliás, a tendência é subir, porque a inflação vai subir quando o mundo e o Brasil estiverem recuperados da crise da pandemia.

E a maneira de conter a inflação é subir a SELIC. Subindo a SELIC, voltará a subir o juro do financiamento habitacional.

Agora, quando assinamos o contrato, a taxa contratada vale pelo período inteiro do contrato.

Assim, mesmo que teu financiamento seja por 30 anos, vai valer a taxa atual de uns 6%.

Pelo sistema de financiamento chamado SAC- Sistema de Amortização Constante- a prestação inicial é a maior e vai caindo com o passar do tempo.

Se pode pagar agora e tem renda garantida, corra, porque nada é mais caro que uma oportunidade perdida.

Acompanhe meus comentários diários também nas redes sociais @orenatofollador e nos Podcasts da Apple, Spotify e Deezer.

Previous ArticleNext Article