Herói

Renato Follador


Herói

 

Herói, no dicionário, é uma pessoa de grande coragem, autora de grandes feitos. Na mitologia, um semideus. No cotidiano, um ídolo, o centro das atenções.

Nações se beneficiam do exemplo de seus heróis para a construção de comportamentos sociais e na formação de gerações futuras.

Agora, herói mesmo é quem, além de feitos, tem, também, conduta extraordinária.

Tentei lembrar um herói brasileiro atual. Não consegui. Talvez daí nos sentirmos um pouco sem motivação, sem direção, sem caminho.

Mas aí me lembrei de uma professora que marcou minha vida e do respeito e admiração que os alunos tinham por seus mestres na minha época. Ela nos dizia que sempre poderíamos fazer melhor e que até o último dia de vida estaríamos aprendendo.

Quando vejo, hoje, jovens alunos xingando, arremessando objetos e até agredindo professores, penso: como mudou! Esses mal-educados são ainda apoiados pelos pais que dizem que pagam a escola para educar seus filhos.

Engano. Professores são pagos para ensinar, pois educação se presume vir do berço, de casa, dos pais e do exemplo deles.

Aí me toquei que há heróis e heroínas no Brasil: os professores e, agora, os profissionais da saúde

A dignificante missão, a entrega e o altruísmo transformaram muita gente comum em heróis.

A gente desse país é muito melhor que a gente que os representa nos governos.

 

 

Acompanhe meus comentários diários também nas redes sociais @orenatofollador e nos Podcasts da Apple, Spotify e Deezer.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="757225" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]