Jaime Lerner vive

Renato Follador


Cópia de Jaime Lerner

Me contaram que o Jaime Lerner morreu.

Difícil acreditar. Hoje mesmo passei no Parque Barigui e o vi. Da mesma forma, alguns que foram ao jardim Botânico me disseram que o viram por lá.

Aconteceu o mesmo na Ópera de Arame, no Calçadão da XV, no Teatro Paiol. E milhares viram ele nos ônibus expressos. Outros me falaram que cruzaram com ele numa via expressa.

Agora, o que me deixou confuso, mas me deu a certeza de que ele está vivo, é que o viram em Dubai, no Rio de Janeiro, em Houston, em Paris, em Balneário Camboriú e centenas de cidades mundo afora.

Pois é, o talento do arquiteto e engenheiro está em toda parte, e mesmo que não queiramos, vamos tropeçar com a obra dele todos os dias.

Os gênios começam a viver no coração das pessoas após sua partida. Tive o privilégio de ser amigo dele, uma figura bondosa, divertida, contadora de causos, incapaz de sequer pensar numa maldade ou revidar um ataque. Amigo dos amigos, assíduo numa roda de bate-papo só deixando o tempo passar.

Tive o privilégio, também, de ser seu Secretário de Previdência no Governo do Paraná, e ali conheci de perto, sua criatividade, sua genialidade e, uma coisa que todos sabem: a coragem de pensar diferente, de mudar, de inovar, de aceitar os diferentes e, acima de tudo, de sonhar.

Certa vez me disse: Renato, meu trabalho é fazer as pessoas nunca pararem de sonhar.

Até breve meu amigo. Te encontro logo numa praça que você projetou com amor, para as pessoas se encontrarem mais, como você diz.

 

 

 

Acompanhe meus comentários diários também nas redes sociais @orenatofollador e nos Podcasts da Apple, Spotify e Deezer.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="766574" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]