Milagre

Renato Follador


Milagre2

 

 

Muitos não acreditam em milagre. Outros vivem esperando por um, como a cura de uma doença. Não perdem a fé, nem a esperança.

Milagre, para mim, está em toda parte. Acordar já é milagre, e dos maiores.

É ver a chuva molhar o solo, fazendo brotar sementes. É a natureza que a neve mata ou o fogo destrói e aí cresce tudo de novo sem se importar se vai acontecer de novo. É o sol nascer e se pôr todo dia. É saber que cada dia é do seu jeito, mas que sempre irá amanhecer, entardecer e anoitecer.

Milagre é olhar o céu e ver aquele mundão de estrelas, ali, tudo juntinho sem competir, sem se esbarrar e sem uma apagar o brilho da outra.

Milagre é o que a genética faz: de uma coisa minúscula cria um embrião que vira pessoa. É quando olho para meus filhos e vejo traços físicos meus. É quando adentro suas almas e vejo traços de Deus. Milagre é a inocência das crianças.

E é quando Deus esquece de nos dar um irmão, aí nos acode dando um com o nome de amigo.

Milagre é ver pessoas espontaneamente ajudando as vítimas da fome, do frio, da destruição, do desabrigo e do desamor.

Milagre é tudo que o homem inventou com a inspiração de Deus: telefone, luz elétrica, computador, cinema, televisão e esta emissora na qual falo para te lembrar que o milagre está no visível e não só no invisível.

 

 

Acompanhe meus comentários diários também nas redes sociais @orenatofollador e nos Podcasts da Apple, Spotify e Deezer.

Previous ArticleNext Article