O teu caminho

Renato Follador


A vida é uma viagem. É caminhar por um caminho desconhecido, ao longo do qual encruzilhadas exigem decisões que podem mudar nosso destino. Como dizia o poeta, “o caminho são tuas pegadas e nada mais. Não existe caminho, se faz caminho ao andar. E ao olhar para trás se vê caminhos que jamais se voltara a pisar”. 

Há caminhos que nos tornam melhores e outros que nos tornam piores daquilo que poderíamos ser. E a escolha é sempre nossa. 

Lembro de um urbanista que, no centro de uma grande cidade, construiu um enorme jardim sem nenhuma calçada para atravessá-lo e eu lhe perguntei a razão. Ele me respondeu: vamos esperar que as pessoas, pisando na grama, decidam qual o melhor caminho e é aí que nós colocaremos a calçada.

Pense nisso quando se iniciar um novo ciclo, que certamente virá depois dessa pandemia. Pense no imenso gramado a atravessar e escolha o melhor caminho, começando a vislumbrar aonde quer chegar. Lembre que todos os caminhos levam a lugares errados quando você não sabe aonde quer ir. 

Mas não deixe de ter esperança. Ela é uma ótima companheira de viagem e o que diferencia os vivos dos que, mesmo estando entre nós, já morreram. 

Eu poderia desejar a vocês que voltassem ao normal o quanto antes, mas por que não voltar diferente? Pense nisso.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="694527" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]