Paradoxo

Renato Follador


Paradoxo é um contrassenso, uma falta de nexo ou lógica, uma contradição.

Pascal já dizia: “O coração tem razões que a própria razão desconhece”.

Mas há outros igualmente brilhantes, que nos fazem refletir: “Se precisas que alguém te faça um trabalho, pede a quem já estiver ocupado; quem estiver sem fazer nada, dir-te-á que não tem tempo”.

O Paradoxo da Cegueira: “O essencial é invisível aos olhos. Só se vê bem, com o coração”

O Paradoxo da Tecnologia: “A tecnología nos aproxima de quem está longe e nos afasta de quem está perto”.

O Paradoxo da Pressa: “Não chega primeiro quem vai mais depressa, mas sim quem sabe aonde vai”.

O Paradoxo da Felicidade: “Quando, objetivamente, estamos melhor que nunca, subjectivamente, sentimo-nos profundamente insatisfeitos”.

O Paradoxo da Sabedoria: “Quem sabe muito pergunta, ouve; quem sabe pouco fala, opina.

O Paradoxo da Generosidade: “Quanto mais damos, mais recebemos”.

O Paradoxo do Conhecimento: “O homem procura respostas e encontra perguntas”.

O Paradoxo do Silêncio: “O silêncio é o grito mais alto”.

O Paradoxo do Prazer: “Sofremos demais pelo pouco que não temos, e alegramo-nos pouco com o muito que temos”.

O Paradoxo da Riqueza: “Rico não é quem mais tem, mas o que menos precisa”.

Por fim, o Paradoxo do Amor: “Quem mais te ama, mais te faz sofrer”.

 

 

 

 

Acompanhe meus comentários diários também nas redes sociais @orenatofollador e nos Podcasts da Apple, Spotify e Deezer.

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="734523" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]