Plano Mais Futuro

Renato Follador

Reforma da previdência sendo aprovada, economia deslanchando, emprego voltando, salários aumentando, o brasileiro vai ter que procurar um plano B de previdência se, um dia, quiser se aposentar e manter o padrão de vida.

O melhor plano B se chama previdência privada. Muitos se reúnem para aplicar conjuntamente suas poupanças previdenciárias, obtendo melhores condições de investimento e melhores rentabilidades.

Se olharmos no mundo inteiro, as maiores multinacionais e estatais têm seus fundos de pensão. Deve ser uma coisa boa, não é? Até porque não tem finalidade lucrativa, ou seja, toda rentabilidade vai pro bolso do segurado.

Por isso, também, cooperativas, como a DentalUni, órgãos de classe, como as OABs, associações, como a Associação Comercial do Paraná, seguiram o mesmo caminho das empresas propiciando uma velhice financeiramente digna a seus participantes.

Agora, para o cidadão que, individualmente, quiser uma previdência privada sobra os PGBLs e VGBLs. de seguradoras e bancos. Estes têm finalidade lucrativa, logo uma boa parte da rentabilidade fica com eles.

Essa é a diferença entre fundos de pensão e previdência privada de instituições financeiras.

Ocorre que, há 5 anos, o Fundo Paraná encontrou uma alternativa para receber segurados individuais: o Plano + Futuro. Basta o CPF e a Identidade para entrar.

Não espere a reforma para aderir, até porque a preguiça caminha tão lentamente que a pobreza não precisa se esforçar muito para alcança-la.

Ligue para 3515-9838, repito, 3515-9838.

Previous ArticleNext Article