Reinventar-se

Renato Follador


reinvertar-se2.001

 

Segundo aponta uma pesquisa do Instituto Locomotiva, encomendada pela VR Benefícios, a proporção de restaurantes, lanchonetes, padarias e mercados brasileiros que fazem delivery passou de 49% antes da pandemia, para 81% depois das medidas restritivas.

O delivery dobrou e, embora os empresários do setor digam que em 2021 vai retroceder, acho que as pessoas não entenderam ainda que a pandemia trouxe mudanças definitivas.

A mais importante: a volta ao lar.

Não é por outra razão que a construção de novos prédios e casas batem recordes, com as pessoas buscando mais conforto e espaço para incorporar ao lar atividades que antes eram realizadas fora, nas empresas.

O home office virou realidade. Bom para as empresas- que gastam menos- e para os colaboradores- que trabalham em casa- com mais qualidade de vida, perto da família, sem gastar em transporte, vestuário e refeições fora de casa. 

Outra mudança: compras via Internet triplicaram. Mais uma: transações bancárias mudaram das agências para os smartphones, razão pela qual bancos estão fazendo enormes programas de demissão incentivada e fechando agências.

Todas as mudanças me parecem positivas, pois valorizam o que há de mais importante na nossa vida: o tempo.

Em relação ao passado, vai sobrar tempo para o amor da família, para exercitar-se no parque, para viajar, para ter mais qualidade de vida.

Sempre a crise nos dá a oportunidade de nos reinventarmos.

Aproveite.

 

 

 

Acompanhe meus comentários diários também nas redes sociais @orenatofollador e nos Podcasts da Apple, Spotify e Deezer.

Previous ArticleNext Article