Sempre é hora de começar

Renato Follador

Tem dois porteiros no prédio onde moro.
Os dois, gente boa, mas muito diferentes. Trabalham lá há muito tempo.
Um, embora prestativo, fica o dia inteiro especulando, vendo televisão, falando mal da vida, do tempo, do governo e até da família. E reclamando das dívidas.
O outro, também prestativo, mas calado, está sempre com um livro na mão ou lendo jornal nas horas em que não tem que atender alguém. Otimista, sempre acha que as coisas vão melhorar. Não faz dívidas e tem até um carrinho bem conservado. Este, há uns 5 anos, me surpreendeu, perguntando qual planilha orçamentária poderia baixar na Internet e como aplicar no Tesouro Direto, pois me ouviu falando no rádio.
Está sempre bem informado e pode falar, com propriedade, sobre qualquer assunto. Aliás, como é jovem- tem 30 anos- o incentivei a fazer uma faculdade. Tenho certeza que, logo, vai entrar.
Já o outro, só entende de futebol e não terminou o segundo grau.
Pois é, meus amigos, qual dos dois vocês acham que vai se dar bem no futuro?
É isso aí, ao invés de viver se lamentando e perdendo tempo, nos dias atuais, é fundamental buscar formação, estar atualizado e nunca deixar de ter objetivos.
E não tem idade para começar. Cora Coralina publicou seu primeiro poema aos 75 anos, Roberto Marinho fundou a Globo aos 65 anos e o americano Ray Kroc iniciou aos 52 anos o que viria a ser o MacDonald’s.

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook