Terceira idade

Renato Follador


Terceira idade2

 

A Terceira Idade pode se transformar na Melhor Idade se soubermos nos preparar para ela. Já, sem um projeto, pode representar um período de dificuldades, necessidades e sofrimento.

Penso que há três dimensões a serem cuidadas: a física, a financeira e a emocional.

Na física, a velhice saudável depende de alimentação balanceada, de exercícios regulares, de uma boa noite de sono e de água, muita água.

Na financeira, meus ouvintes já sabem a receita: previdência privada.

Na dimensão emocional, destacaria termos a consciência que a vida não acaba com a aposentadoria. Ao contrário, pode ser o melhor período, se nele tivermos uma atividade que nos dê prazer, que exija que exercitemos nosso cérebro e que ainda nos coloque objetivos a serem atingidos. Aquela razão para levantar todo dia.

Dedicarmo-nos mais à espiritualidade e a compreender o sentido da nossa existência também é fundamental.

Quem planeja muito se equivoca pouco e a preparação para a Terceira Idade começa muito antes dela chegar.

Aliás, não sei mais quando ela começa. Uns dizem que aos 60 anos, outros aos 65 e agora até aos 70 anos.

O que importa é chegar lá bem: bem de dinheiro, de saúde e de cabeça. E a falta de qualquer dessas condições pode tornar a Terceira Idade um martírio.

E vale relembrar que só há uma fórmula para viver muito: envelhecer.

 

 

Acompanhe meus comentários diários também nas redes sociais @orenatofollador e nos Podcasts da Apple, Spotify e Deezer.

Previous ArticleNext Article