DESVENDANDO O MUNDO JURÍDICO: as informações preciosas para a sociedade

Janaina Chiaradia


IN LOCO, ou no lugar, conforme a própria expressão latina sugere… Para trocar ideias, informações, comentários e curiosidades de extrema importância para a sociedade… Envolvendo o fascinante mundo jurídico com a literatura, cinema, música, enfim, cultura e interesses gerais… Afinal, todos precisam se conscientizar a respeito da importância do Direito, e seguindo as premissas de Rui Barbosa, devemos “estremecer a Justiça, viver no trabalho e não perder o ideal”.

Os fatos que ocorrem na sociedade atual, as ponderações quanto a legislação específica, correlacionados com opiniões de autoridades em cada área específica, tornarão esse espaço ainda maios precioso.

Diante da facilidade com que as notícias circulam em nossos meios e redes sociais, há momentos em que as dúvidas pairam nos pensamentos dos cidadãos brasileiros, e é exatamente nesse particular, que as ponderações pertinentes devem invadir as fontes de conhecimento em geral.

A falta de credibilidade na eficácia dos poderes do Estado deve ser contraposta pela fonte de sabedoria e entendimentos jurídicos e doutrinários.

São constantes as indagações por parte da sociedade quanto aos rumos tomados por nossos representantes, tanto no âmbito judiciário, legislativo e executivo, e muitas dúvidas e confusões acabam se instaurando em nosso cotidiano, levando o cidadão, muitas vezes, a erros de entendimento.

Para tanto, se faz necessário um meio informativo, para desvendar o mundo jurídico, sem amarras, que possa impulsionar o estudo e conhecimento aprofundado, das principais notícias que interessam para todo cidadão.

De forma clara, objetiva, e aberta para o desenvolvimento de debates e conversas sobre as principais temáticas do nosso cotidiano jurídico, levando os leitores e seguidores ao local das discussões, o “in loco” será desenvolvido.

Aspectos relevantes da “Carta Magna”, ou seja, nossa “Constituição da República Federativa do Brasil de 1988”, que esse ano completará seus trinta anos, serão abordados, aliados aos julgados de nossos tribunais pátrios, e direcionamentos dos principais estudiosos e doutrinadores.

A sociedade precisa compreender de maneira mais específica as relevâncias entre o dia-a-dia vivenciado, e as consequências legais e jurídicas para cada situação, bem como, a forma como cada indivíduo deve entender o meio em que está inserido.

As novas tendências do Direito serão as estruturas elementares para cada momento analisado, questionando-se os valores empregados e a diretriz jurídica adotada, cada qual, em seu próprio tempo, afinal, na versão de Renato Russo “temos nosso próprio tempo” e “todo o tempo do mundo”… Que venham os acontecimentos a serem debatidos!

Participem através de seus comentários, sugestões, curtidas, compartilhamento, e vamos enriquecer as informações da sociedade compartilhando experiências!

Previous ArticleNext Article
Jurista, Mestre em Direito, Professora, Palestrante e Escritora.
[post_explorer post_id="539269" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]