Já se passaram 17 dias, e suas metas financeiras, como estão?

Janaina Chiaradia


In Loco: transmitindo informações e compartilhando experiências.

Da série: pare, olhe, invista!

 Do escritor do instituto PMIF Hildebrando Matheus…

Mais uma da série, que vem causando impacto na sociedade, e que, veio da troca de conversas com o profissional na área financeira, Hildebrando Matheus e seus convidados… cada qual na sua área de atuação e com seus estudos… auxiliando a sociedade na arte de saber investir.

Vamos aos diálogos da semana:

 Novo Ano, Novas Metas Financeiras!

Por Hildebrando Matheus e Bruno Hautequest*

Geralmente neste momento de início de ano muitas pessoas costumam traçar metas para que nos próximos 347 dias do novo ano possam colocar em prática como forma de ter uma vida nova cheia de objetivos a serem alcançados. É como se desligassem o interruptor e ligassem novamente na emoção da contagem dos famosos 10 segundos. As novas e mais famosas metas podem incluir desde regimes alimentares, passando por viagens, novo emprego e até casamento. Porém algo importante que muitas pessoas esquecem é que tudo isso custa dinheiro. E se você meu caro leitor gastar tudo no final de ano, a contagem dos dias para chegar às contas gigantes de início de ano serão mais rápidas do que os tão aguardados 10 segundos. 

Agora vamos imaginar o seguinte cenário, e para te ajudar com isso contarei a seguinte história:

Existia uma família bem humilde em um bairro da região metropolitana de Curitiba, a família era constituída de uma mãe (Maria) solteira e um filho de 14 anos (Rafael), que estava cursando o primeiro ano do ensino médio. Rafael era bolsista em uma escola particular. Ele era o mais pobre entre os amigos, o que faziam disso um motivo para zombarem dele, era difícil para Rafael fazer amizades, ele não era bom em esportes, mas hoje em dia, isso já não importa tanto, se o adolescente em si, é bom nos jogos digitais. 

Maria era diarista, ganhava o suficiente pra sustentar ela e o filho, mas apenas isso, não sobrava dinheiro para viagens, presentes e roupas de marca. Rafael era um menino inteligente, e muito esforçado, e em seu tempo livre ficava assistindo vídeos de jogos online, ou como chamam os adolescentes “Gameplays”, ele não tinha dinheiro para ter o videogame e os jogos tão aclamados pelo mercado atual. Maria sempre quisera comprar um videogame para dar de presente ao seu filho, mas o pouco conhecimento sobre como economizar agregado com a falta de dinheiro, nunca permitiu com que a mãe fizesse este agrado.

Em um certo dia, um palestrante financeiro foi à escola, e ensinou aos alunos do ensino médio como eles poderiam começar a economizar dinheiro de uma forma bem simples e fácil. 

Logo após a palestra, Rafael ficou impressionado como tão pouco, poderia resultar em uma quantia que para ele, seria inimaginável. No próximo dia, ao acordar, já se preparou para escola e começou sua jornada, ele ficara um ano letivo inteiro seguindo os conselhos de tal palestrante. 

Chega final do ano, todos começam a se presentear, e nesse ano, quando tinha tudo para ser um ano comum, com presentes simples, Rafael foi capaz de comprar um presente para ele mesmo, o aclamado videogame que esperara por tanto tempo. Quando sua mãe viu o que ele tinha feito, seu coração se enchera de alegria, foi de extrema gratidão olhar a alegria de seu filho com seu mais novo presente. 

A noite de natal passou e a curiosidade da mãe despertou, lá foi Maria, toda ansiosa, perguntar como que Rafael conseguira comprar tal regalo, ele então contou a mãe tudo o que  palestrante havia dito naquele dia de aula, e não demorou muito até sua mãe, Maria, resolver anotar todas as despesas de casa e começar a criar um plano financeiro, onde todas as entradas e saídas estariam na ponta do lápis. 

Rafael passa as férias todas jogando e se divertindo com seu videogame, quando as aulas voltam, ele finalmente começou a ser reconhecido, pois agora ele tinha algo em comum com os demais estudantes, ele era bom no que fazia, não mais era zombado, mas sim, idolatrado pelo seu conhecimento e habilidade. O que acharam da história? Gostaram? Conseguiram imaginar alguém que já vivenciou algo similar a ela?

Na realidade, o que o palestrante ensinou a Rafael é que não são somente os ricos que podem investir, até porque eles hoje são ricos pelo fato que um dia investiram. E não precisamos ter um enorme valor para começarmos a investir, como já mencionamos aqui em outros artigos. A primeira coisa que você precisa começar a fazer é ter um sonho! O próximo passo é saber exatamente onde você está hoje em relação a sua saúde financeira, ou seja: O quanto você recebe, o quanto gasta, no que gasta e no que você recebe, onde pode economizar, e quais as oportunidades de investimento estão disponíveis a você com base no seu perfil de investidor – como já falamos disso em um artigo anterior que você pode conferir aqui no portal.

O terceiro passo é traçar uma meta, levando em consideração o que você tem e qual é o seu sonho. Reveja alguns conceitos: Trate das coisas mais importantes. Se você gosta de seu trabalho atual e está satisfeito com o mesmo, é provável que deseje continuar onde está. Caso não ganhe dinheiro suficiente com essa atividade a qual está satisfeito, é recomendável avaliar uma possível fonte extra de renda. No entanto, se o seu trabalho o deixa infeliz, e pior ainda, o mantém na armadilha da pobreza, então será necessário priorizar a busca por uma nova recolocação. 

Lembre-se: Se você começar a perder o sono ou a parar de gostar do que faz, tenha uma conversa séria consigo(a) mesmo(a)! Planos são como peixes, devem ser preparados com todo o cuidado. Depois de colocá-los em uma panela, não mexa mais, do caso contrário, irão se despedaçar. Não fique mudando de ideia o tempo todo, senão, não conseguirá muitas coisas. 

Comprometa-se com suas metas e encare os obstáculos como etapas para atingir o objetivo final. Depois de você pular, não volte atrás. Uma vez que tenha estabelecido seu plano, seu objetivo, sua estratégia, suas metas, suas ambições e o ponto aonde quer chegar, continue até o fim! Não deixe que esse ano seja igual a outros, porque daqui a um ano, você desejará ter começado hoje!

E vamos as nossas novas metas, além do horizonte:

Abraços a todos!

Um ótimo sábado, Deus abençoe,

Janaina Chiaradia

*Bruno Hautequest – Estudante de Comércio Exterior e Gestão Financeira.

Previous ArticleNext Article
Janaina Chiaradia
Jurista, Mestre em Direito, Professora, Palestrante e Escritora.