Saúde Física X Saúde Financeira: Uma Relação de Determinação e Conquistas

Janaina Chiaradia


In Loco: transmitindo informações e compartilhando experiências.

Da série: pare, olhe, invista!

Por Hildebrando Matheus Pinheiro…

Mais uma da série, que vem causando impacto na sociedade, e que, veio da troca de conversas com o profissional na área financeira, Hildebrando Matheus e seus convidados… cada qual na sua área de atuação e com seus estudos… auxiliando a sociedade na arte de saber investir, mesmo em meio a pandemia instaurada.

Vamos aos diálogos da semana, afinal, você já pensou em:

Saúde Física X Saúde Financeira: Uma Relação de Determinação e Conquistas.

Brunno Cesar[i]

Hildebrando Matheus[ii]

Você já parou para pensar que para ter uma boa saúde física e financeira você deve seguir basicamente as mesmas regras e bases para conquistar uma melhor qualidade de vida? Você é um definidor de metas? Para muitos de nós, nossos objetivos costumam ser a saúde física ou financeira, mas você percebeu que os dois estão interligados?

A maioria de nós, provavelmente, tem um bom senso do que é necessário para melhorar a saúde física e, claro, existe uma grande variedade de abordagens. Podemos ser motivados por competir em um grande evento esportivo, investir em uma academia, nos comprometer com exercícios semanais com os amigos, ficar mais bem informados sobre nossas escolhas alimentares ou conversar com especialistas da indústria de fitness e sermos orientados a partir daí. Não é diferente quando se trata de nossa saúde financeira e é importante ter objetivos pelos quais se empenhar e buscar aconselhamento especializado.

Como está sua aptidão financeira? Você está ereto e orgulhoso ou, inversamente, com falta de ar com uma grande colina para escalar? Pesquisas indicam repetidamente que a saúde financeira e o bem-estar físico andam de mãos dadas. E, sendo esse o caso, pensamos em nos aprofundar um pouco mais.

O Bem-estar Financeiro: De acordo com o estudo do CFPB[iii], bem-estar financeiro pode ser definido como um estado de estar no qual as pessoas:

  • Têm controle sobre as finanças do dia a dia, mês a mês;
  • Têm a capacidade de absorver choques financeiros;
  • Estão no caminho para atingir seus objetivos financeiros;
  • Têm liberdade financeira para fazer escolhas que lhes permitam aproveitar a vida.

 

Em resumo, bem-estar financeiro pode ser definido como um estado de estar no qual uma pessoa pode cumprir plenamente as suas obrigações financeiras atuais e contínuas, pode se sentir segura em relação ao seu futuro financeiro, e é capaz de fazer escolhas que lhe permite aproveitar a vida.

Não há como negar a correlação entre saúde financeira e bem-estar físico. Uma pesquisa de 2015 conduzida por um dos maiores bancos dos EUA revelou que 81% dos entrevistados acharam outras metas muito mais fáceis de alcançar quando suas finanças estavam em ordem, enquanto 70% afirmaram que uma boa saúde financeira teve um impacto positivo em sua saúde física.

Alternativamente, a saúde financeira deficiente pode ter um efeito cascata devastador. As preocupações com dinheiro estão comumente relacionadas ao estresse e ansiedade, que podem se manifestar em sintomas físicos, como falta de sono, aumento da pressão arterial e problemas cardíacos. Problemas de saúde mental, como depressão, também podem surgir quando os medos financeiros estão presentes. Isso não afetará apenas uma pessoa em uma casa, mas também todos os seus entes queridos e pode também fluir para o local de trabalho.

Além do impacto na saúde física, nossa saúde financeira afeta todos os aspectos de nossas vidas, como atitudes, comportamentos e estabilidade emocional. Nosso senso de valor está frequentemente associado a nos sentirmos seguros e financeiramente protegidos.

Portanto, para assumir o controle do seu futuro e transformar seus sonhos em realidade, é hora de considerar a importância de se esforçar para chegar ao pódio quando se trata de saúde financeira. Com tantos especialistas excelentes e bem-informados na área, uma mão amiga nunca está longe para aqueles que lutam com suas finanças e nunca se sentem totalmente no controle de suas questões financeiras.

Reconheça onde está: Saber identificar qual é sua situação no momento é fundamental para buscar a transformação tanto do corpo como do bolso. Autoavaliar-se e constatar pontos de melhoria fará com que o ânimo seja estabelecido, afinal, todos temos algo a melhorar sempre. Estabeleça um dia para fazer um balanço das suas finanças e da saúde do seu corpo. Veja o que é necessário para mudar e comece a estabelecer as metas e planos para uma melhor qualidade de vida.

Por que mudar? Não adianta guardar dinheiro sem ter um propósito em mente, da mesma forma acontece ao querer emagrecer ou ter um corpo definido e atlético. É necessário que seja estabelecido o motivo da mudança, querer sair do local em que está neste momento e já se projetar em um novo patamar, visualizar-se vivendo como se o objetivo já tivesse sido conquistado. É preciso reconhecer e aceitar que precisa da mudança para sair da mediocridade. Somos o que fazemos, mas somos, principalmente, o que fazemos para mudar o que somos.

Trace um Objetivo: Para conseguir emagrecer, participar de uma competição, ter mais disposição para o dia a dia, precisamos abrir mão de algumas regalias do cotidiano que nos impedem de prosperar. Porém se você renunciar a algo que está em sua rotina, sem ter um objetivo claro do porquê, não conseguirá ânimo para continuar e certamente poderá ter uma recaída rápida. Nas finanças é a mesma coisa, escreva em um papel e carregue na carteira, coloque na tela do celular ou em um lugar onde consiga ver algumas vezes por dia suas metas financeiras como por exemplo: comprar um imóvel, viajar, pagar os estudos, ou quem sabe, aquela aposentadoria tranquila. Depois de estabelecer sua definição de riqueza, você terá uma meta. Determinar seus objetivos é elaborar um esquema para alcançar o objetivo. É bem simples. Se você sabe que está indo a um lugar específico, faz sentido você ter em mente: A que horas sairá de casa, a que horas pretende chegar ao destino, qual caminho escolherá e o que fará quando chegar lá. Para enriquecer, você precisará fazer exatamente isso. Terá que definir com antecedência o que significa ser rico, como planeja atingir esse patamar, quanto tempo acredita que levará até conseguir e o que pretende fazer com o dinheiro quando conquistá-lo. Quando estamos motivados por metas que têm significados profundos, por sonhos que precisam ser realizados, por puro amor que precisa se expressar, então nós vivemos verdadeiramente a vida.

Estar Disposto: Você já parou para pensar no esforço que um atleta tem que fazer para participar de competições, campeonatos, olimpíadas… Certamente são finais de semana destinados a treinos, muitas vezes longe da família, abrir mão de festas, cumprindo rígidos horários de alimentação e sono para conquistar uma medalha e honrar o país. Para economizar dinheiro temos que estar dispostos a não ir a todas as festas, comer mais em casa ou levar marmitas; assim como ter uma boa noite de sono também ajuda a tomar decisões mais assertivas nas despesas e investimentos. Tem um cálculo bem simples que poderá ajudar: Antes de gastar, pergunte-se se o item que você deseja consumir vale a quantidade de vida que você precisa despender para comprá-lo. Pegue seu salário e faça a conta. Divida o que ganha cada mês por suas horas de trabalho. Depois calcule quanto certo objeto de seu desejo custa em termos de horas. Em seguida avalie se está disposto a trabalhar a quantia de horas que a satisfação do desejo exigirá de você. Lembre-se que se você for organizado em suas finanças e fizer reservas, poderá trabalhar também porque quer, e não somente porque precisa.

 

Relacionamento: Encontre um parceiro de confiança para te apoiar em seu treino e em seus investimentos. Durante uma vez na semana troquem relatos de como está o andamento dos gastos e investimentos e das idas a academia e alimentação/dieta. Seu parceiro de metas poderá ajudar em momentos de desânimo e com ideias para melhorar o desempenho, então um conselho importante é não fazer julgamentos; a palavra ideal seria apoio mútuo em prol de uma melhor qualidade de vida. Foi Jim Rohn, famoso empreendedor, autor e palestrante que, certa vez, cunhou uma das frases mais utilizadas no mercado de desenvolvimento pessoal: “Você é a média das cinco pessoas com quem passa mais tempo”. Agora, pense no seu círculo de amizades. Como seria sua vida pensando na média das cinco pessoas com que você mais convive? Se você tem ao seu lado cinco pessoas tóxicas, sua jornada não será muito prazerosa e isso influenciará diretamente em sua performance e em seus resultados. Sendo assim, as companhias da sua vida pessoal, profissional e social têm estrondosa relação com o que você tem colhido ultimamente. Porém não esqueça que depende de você alcançar e manter a mudança que tanto almeja, incluindo a mudança de seu círculo social.

Comprometa-se: Estabeleça metas que você pode alcançar, pois se ficarmos querendo o impossível; a frustração, cedo ou tarde, bate na porta. Decida o que você não quer mais na sua vida. Esse é um bom jeito de abrir espaço para tudo aquilo que você sonha ou para tudo que você nem sabe que deseja.

Devemos começar por reconhecer a realidade de que o mero fato de algo ser bom não quer dizer que tem que ser feito. O número de coisas boas que poderiam ser realizadas ultrapassa em muito o tempo disponível para sua execução. Algumas coisas são melhores, e são elas que merecem atenção prioritária em nossa vida. Ao refletirmos sobre várias escolhas, convém lembrar que não basta que algo seja bom. Há outras escolhas melhores, muito boas, e outras melhores ainda, excelentes. Mesmo que determinada escolha seja mais difícil, caso o seu valor moral seja maior, isso a tornará a melhor de todas.

Pensem em como usamos nosso tempo nas escolhas que fazemos quanto a ver televisão, jogar videogames, navegar na Internet ou ler livros e revistas. Claro que é bom participar de diversões saudáveis ou obter informações interessantes; mas nem todas as coisas dessa natureza merecem a porção da nossa vida que lhes dedicamos.  Não se deixe iludir pelas redes sociais. Lá a vida perfeita é sempre postada, contudo os sacrifícios e a dura realidade geralmente não garantem likes e compartilhamentos. Algumas coisas são melhores, e outras, melhores ainda. Foque nestas!

 

Ação: O dicionário define esta palavra como: disposição para agir; atividade, energia, movimento. Para realizar uma transformação em qualquer área da vida é necessário ter ação. Estar preparado psicologicamente para mudanças é fundamental. Saiba que a princípio pode ser difícil ter que fazer as mesmas coisas como anotar os gastos, rever hábitos alimentares, realizar os mesmos exercícios na academia por um tempo para desenvolver certos músculos, porém não deixe de buscar o seu melhor sempre. Não desista! Se a dieta é cara, converse com seu médico e refaça com alimentos mais baratos sem grande impacto nos nutrientes necessários. Mude hábitos de consumo como realizar compras desnecessárias por algo mais cultural, como assistir um bom filme, ler livros da área que gosta, aprender um novo idioma em aplicativos gratuitos. Lembre-se que uma maratona começa com um simples passo. Só basta querer.

 

Realização: Todos gostam de ganhar presentes, isso é fato! Então ao conquistar pequenas e grandes metas, presenteie-se. É uma forma de seu cérebro sentir satisfação por todo esforço realizado, e assim terá vontade e ânimo de alcançar uma nova meta. Tire fotos para lembrar-se de como era antes da dieta ou da musculação, pois isso também irá ajudar na busca de uma melhoria contínua para não querer voltar a ter a vida e os hábitos que praticava antes.

 

Mantenha o Foco: Sempre temos a nítida impressão que a grama do vizinho cresce mais verde e mais rápido, isto é fato. Haverá momentos de desânimo tanto em seus treinos físicos como nas metas financeiras. Não desista, por esse motivo é importante ter os objetivos e metas bem definidos. A coisa mais difícil é tomar a decisão de agir, o resto é apenas persistência. A determinação tem como princípio um objetivo. E você não pode falhar no meio do caminho. Você só chega na grande meta a longo prazo, se executar diariamente as pequenas metas. Sonhos sem metas e objetivos, nunca passarão de um sonho, o seu sucesso vai depender do esforço que será feito para atingir todas as metas de seu objetivo. Pessoas com metas triunfam porque sabem para onde vão. É tão simples como isso.

 

Novas Metas: O que fazer depois de conquistar uma meta? Muito simples, substitua a meta por outra um pouco mais elevada. É o poder do hábito, sempre estar disposto a conquistar coisas novas diariamente, e se conseguirmos progredir 1% ao dia, teremos evoluído 365% em um ano. Não existe sentimento mais animador do que conquistar algo que por muitas vezes exigiu sacrifícios e imensa dedicação. Busque com constância ter esse sentimento. O progresso é impossível sem mudança; e aqueles que não conseguem mudar as suas mentes não conseguem mudar nada.

 

Construa um Legado: É melhor passar a sua vida lutando por um legado, do que passar a vida de modo comum e banal, sem construir a sua autenticidade singular. Saiba que acomodação é estagnação, então tute e gaste seu tempo em uma boa causa. Ajude as pessoas a se tornarem quem realmente merecem ser. O exemplo é a melhor forma de fazer isso. Muitas pessoas poderão se espelhar em sua dedicação em prol das conquistas das metas e objetivos alcançados por você. Quando você paga para obter alguma coisa, você está dando um voto para o mundo que gostaria de ter e lembre-se que o legado não é o que você deixa para as pessoas, legado é o que você deixa nas pessoas.

Toda mudança exige dedicação, renúncia, objetivo, foco, comprometimento e ação, mas também traz consigo realização, tranquilidade e qualidade de vida. O fato é que a única certeza da vida que temos é que haverá mudanças. Tudo que temos hoje é porque um dia o homem resolveu sair da caverna e desbravar o que existia fora dela. Não podemos resistir a mudança, porque cedo ou tarde ela virá, e só sobrevive quem consegue se adaptar a ela, então que possamos começar com a mudança em nossos hábitos que refletem em nossa vida. Não existe fracasso, existe desistir mais cedo.

Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos[iv].

[i] Estudante de Educação Física (Uninter), Atleta, Mens Physique Categoria Estreantes (6º Lugar), Categoria Mens Physique Junior (2º Lugar).

[ii] Administrador; Formação em CFO (Chief Financial Officer) IBEF-PR / Universidade Positivo, possui MBA em Mercado Financeiro (FESP-PR), MBA em Gestão Financeira, Controladoria e Auditoria (FGV), Pós-graduação Internacional em Administração de Empresas (FGV) com extensão na University of Califórnia, San Diego-USA, formação em Specialist: Financial Advisory (Proseek), e especialização em Mercado Financeiro pela University Yale.

[iii] Consumer Financial Protection Bureau (CFPB)

[iv] Fernando Teixeira de Andrade

Previous ArticleNext Article
Jurista, Mestre em Direito, Professora, Palestrante e Escritora.
[post_explorer post_id="780756" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]