Sempre crescendo e avançando, com momentos de dúvidas, mas sem desistir…

Janaina Chiaradia


In loco: transmitindo informações e compartilhando experiências

Da série “Para Bellum”, por Orlando Carneiro Júnior, líder da célula Geek da Igreja Bola de Neve Curitiba, otaku, geek, potterhead ( fã de Harry Potter) e fã de  Star Wars

 Sempre crescendo e avançando, com momentos de dúvidas, mas sem desistir.

No mangá Bleach podemos acompanhar o personagem Kurosaki Ichigo, vemos todo seu desenvolvimento e crescimento ao se tornar um shinigami. Observamos seus primeiros passos, ainda meio inseguro sobre suas habilidades, seus desafios que pareciam tão árduos nesse começo mas que foram fundamentais para lhe dar uma base para níveis muito maiores.

O vemos descobrir o nome de sua Zampakutou Zangetsu e com isso a habilidade de Shikai e Bankai, dominando seu Hollow interior, descobrindo sua herança Quincy. Tudo isso ao longo de diversas lutas e desafios contra outros Shinigamis, Hollows, Arrancars, Quincy entre outros embates.

Sempre crescendo e avançando, com momentos de dúvidas mas sem desistir. E isso o levou a crescer em seus poderes, a ser reconhecido pelos outros. Porém chegou um ponto que ao enfrentar o vilão Juha Bach seu poder e sua lâmina Zangetsu não foram suficientes, aquilo em que ele confiava para vencer as suas lutas foi quebrada.

Porém ela foi reforjada em um forma ainda mais poderosa e Ichigo volta para enfrentar Juha novamente, porém teve o mesmo desfecho e Zangetsu é despedaçado. Nesse momento de desespero Ichigo faz sua Zampakutou quebrada voltar a sua primeira forma, a que ele usou no começo, ao se tornar um shinigami.

Uma forma simples, que parecia uma lâmina de açougueiro, porém ele estava acostumado a isso, pois ela foi sua base por muito tempo, era algo confiável e simples e na simplicidade superou esse inimigo. Toda essa jornada me fala sobre nossa vida, onde ao longo do tempo avançamos e crescemos em diversas áreas, seja profissional, pessoal ou espiritual

Porém existem momentos em que as incertezas chegam e parece que tudo que construímos ao longo dos anos foi destruído, tudo que fazemos não serviu de nada e tudo se esfarelou entre nossos dedos. Porém a crise nos traz a oportunidade de nos reinventarmos se assim nos permitirmos.

 

Pelo reconhecimento e sucesso que adquirimos ao longo tempo muitas vezes acabamos deixando o orgulho falar mais alto, mas talvez o necessário, seja dar alguns passos atrás e não ter vergonha em recomeçar, voltarmos ao básico, a essência, retornarmos aquela paixão que tínhamos no começo. Pare, analise, reflita e continue avançando com a mesma paixão que você sentia no início.

Ainda que, se outros pensam ter motivos para confiar nos próprios esforços, eu teria ainda mais!

Fui circuncidado com oito dias de vida. Sou israelita de nascimento, da tribo de Benjamim, um verdadeiro hebreu. Era membro dos fariseus, extremamente obediente à lei judaica.

Era tão zeloso que persegui a igreja. E, quanto à justiça, cumpria a lei com todo rigor.

Pensava que essas coisas eram valiosas, mas agora as considero insignificantes por causa de Cristo.

Sim, todas as outras coisas são insignificantes comparadas ao ganho inestimável de conhecer a Cristo Jesus, meu Senhor. Por causa dele, deixei de lado todas as coisas e as considero menos que lixo, a fim de poder ganhar a Cristo

Filipenses 3:4-8

Contudo, tenho contra você uma queixa: você abandonou o amor que tinha no princípio.

Veja até onde você caiu! Arrependa-se e volte a praticar as obras que no início praticava.

Apocalipse 2:4,5

 

Previous ArticleNext Article
Janaina Chiaradia
Jurista, Mestre em Direito, Professora, Palestrante e Escritora.