Só se passaram alguns dias, e tantas análises jurídicas para os debates…

Janaina Chiaradia

Após um curto período de descanso, as atividades voltaram a fazer parte da minha rotina, contudo, com propósitos diferenciados, com impulsos inovadores e com objetivos arrojados.

É com esse entusiasmo que retorno as minhas escritas e vídeos, com os quais, muitas experiências são compartilhadas e informações transmitidas.

Em que pese, menos de vinte dias, já passamos por troca de governos, escolhas de ministros, discussões sobre as decisões que foram adotadas e, diálogos sobre as que ainda estão por vir.

A lista de objetivos, de prioridades e de metas, já deve estar planilhada, e seu curso agora um caminho a ser atingido.


São todas expectativas do início do ano… que bom!

Mudanças que impulsionam para o crescimento, são necessárias… e a análise criteriosa de vários aspectos do mundo jurídico… uma responsabilidade, afinal, como jurista devo contribuir para tanto.

Assim, inicio a coluna desse ano, com a consciência de que, teremos muitas reflexões para externar, muitos assuntos a enaltecer, e muitas falas a compartilhar… portanto, 2019, que bom ter você por perto, no início e com tantas circunstâncias a serem percorridas por todos os cidadãos!

A partir de amanhã, estaremos abordando temas polêmicos, de interesse comum, e com a visão de que com as informações transmitidas, poderemos promover a transformação necessária em nosso cotidiano.

Muito bom estar de volta, agora renovada, energizada, e com a vontade de contribuir para um mundo melhor.

Afinal, mencionando a melodia da música “tempos modernos”:

Eu vejo a vida melhor no futuro
Eu vejo isso por cima de um muro
De hipocrisia que insiste em nos rodear
Eu vejo a vida mais clara e farta
Repleta de toda satisfação
Que se tem direito do firmamento ao chão
Eu quero crer no amor numa boa
Que isso valha pra qualquer pessoa
Que realizar a força que tem uma paixão
Eu vejo um novo começo de era
De gente fina, elegante e sincera
Com habilidade
Pra dizer mais sim do que não, não, não
Hoje o tempo voa, amor
Escorre pelas mãos
Mesmo sem se sentir
Não há tempo que volte, amor
Vamos viver tudo que há pra viver
Vamos nos permitir

Até amanhã, com o primeiro tema a ser abordado “estatuto da pessoa com deficiência”.

Abraços

Janaína Chiaradia

Post anteriorPróximo post
Janaina Chiaradia
Jurista, Mestre em Direito, Professora, Palestrante e Escritora.
Comentários de Facebook