Tantas em uma só… e a intimidade de ser uma verdadeira mulher!

Janaina Chiaradia


É tempo de: preciosos pensamentos…

Meus pensamentos de hoje não se voltam somente a analisar o dia de amanhã… afinal, 08 de março ficou conhecido como o dia internacional da mulher… agradando alguns, desagradando outros… mas é um momento em que costumo refletir sobre a essência de ser uma verdadeira mulher…

Uma mulher, que por tantas vezes, concentra em si várias performances… de ser filha, mãe, esposa, profissional, dona de casa, amiga, tia, avó… são tantos os sentimentos, que as vezes, parece surreal…

Algumas mais habilidosas, outras concentradas em poucas atividades… Há a vaidosa, e a que não se importa com a aparência… A estudiosa e a que prefere a prática… A carinhosa e a mais recatada… cada qual com as suas características, mas com a dádiva de ser uma mulher.

Sempre me inspiro no dinamismo e força da minha mãe, hoje vovó Iraci, aquela que acorda cedo e resolve tudo o que planejou, para depois descansar e conversar com os pequenos…

Na questão espiritual e empreendedorismo, minha inspiração vem da minha líder espiritual, Pastora Viviane Bigardi, que a cada florescer em sua trajetória, me ajuda a conduzir meus caminhos e pensamentos…

Enfim, tantas outras mulheres guerreiras e determinadas com as quais divido meus afares diários, presencialmente ou de forma virtual, dentre elas, minhas irmãs, amigas, comadres, colegas de todos os meios… e há também aquelas inspirações da ficção:

– A mulher maravilha, um ícone da minha infância, que entre suas aventuras cotidianas, revela sua identidade secreta e transforma o mundo a sua volta… ah, parece que aquela pequena da minha infância, já imaginava os desafios que iriamos enfrentar!

– A Mafalda do cartunista argentino Quino, personagem mais crítica que já conheci, e que sempre inspirou meus questionamentos…

– As façanhas das personagens de Audrey Hepburn, entre elegância e a busca pela felicidade, um tom extremamente feminino no modo de ser…

Mas o livro de leitura diária, das minhas manhãs e noites, foi que me deu as melhores figuras femininas a serem seguidas, e duas em especial; a primeira Maria (mãe de Jesus), através da qual, busco a essência da melhor maternidade, entre carinhos e lições, conversas e risos, a valorização dos presentes divinos; e a segunda, a rainha Ester, que ao entender seus propósitos com Deus, assumiu suas responsabilidades, e com determinação, salvou seu povo, e engrandeceu ainda mais, o nome do Senhor…

Uau… são muitas as mulheres, que tenho, e quero ter, dentro de mim… na minha essência e no meu fazer… mas isso só se torna possível, com a intimidade com Aquele que me desenhou, que  sonhou os meus dias, e com o qual, todos os dias converso em secreto! É Ele que enche meus olhos de emoção, que conforta meu coração nas turbulências, e que alegra meus dias com os milagres que me permite passar! Obrigada Pai amado, por me fazer filha Tua, e mulher!

Gosto muito também da forma de pensar de Alexandra Abrantes:

Parabéns a todas nós, que amanhã lembramos do nosso melhor, e de tantas outras que fizeram por merecer… que Deus continue abençoando… mais e mais!

Um ótimo domingo a todos e uma semana abençoada!

Uma imagem que reflete muitas inspirações divinas (com a sensacional pastora Bianca Sizanoski, que se destaca em tudo que faz, como forma de agradecimento):

 

 

 

 

 

 

Janaina Chiaradia

Previous ArticleNext Article
Janaina Chiaradia
Jurista, Mestre em Direito, Professora, Palestrante e Escritora.