XI de Agosto – Dia dos Advogados: entre os desafios cotidianos e as inovações profissionais…

Janaina Chiaradia


Dia dos Advogados: entre os desafios cotidianos e as inovações profissionais…

As reflexões iniciais do dia de hoje, me fizeram recordar do momento em que eu decidi que seria uma advogada… não por influência de pais, amigos ou parentes, ou até mesmo dos promotores de justiça com os quais compartilhei boa parte da minha vida universitária, mas do amor que tinha se iniciado nos primeiros atendimentos nas aulas junto ao núcleo de práticas jurídicas.

Durante o estágio que percorri, me deparei com a busca pelo reconhecimento dos direitos de seus clientes; pela correta conduta na defesa de um processo adequado; no prestígio pela melhor forma de deslinde dos casos, em prol de uma sociedade mais justa… E não se trata de utopia ou qualquer forma de hipocrisia, mas sim, do reconhecimento da verdadeira advocacia!

Daqueles que sabem reconhecer a importância do art. 133 da CRFB (Constituição da República Federativa do Brasil) de 1988, através do qual, restou estabelecido que “O advogado é indispensável à administração da justiça, sendo inviolável por seus atos e manifestações no exercício da profissão, nos limites da lei”.

Assim como consta nas premissas do Código de Ética e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB, a consciência profissional do advogado e sua conduta, devem traduzir a luta constante pelo primado da Justiça.

Sim, uma justiça que respeita a lei, “fazendo com que o ordenamento jurídico seja interpretado com retidão, em perfeita sintonia com os fins sociais a que se dirige e as exigências do bem comum”.

“O exercício da advocacia exige conduta compatível com os preceitos deste Código, do Estatuto, do Regulamento Geral, dos Provimentos e com os princípios da moral individual, social e profissional”.

Segundo o Estatuto da Advocacia e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), “No seu ministério privado, o advogado presta serviço público e exerce função social… No processo judicial, o advogado contribui, na postulação de decisão favorável ao seu constituinte, ao convencimento do julgador, e seus atos constituem múnus público… No exercício da profissão, o advogado é inviolável por seus atos e manifestações, nos limites desta lei”.

São muitas as responsabilidades advindas dessa profissão tão preciosa, da dignidade como deve ser tratada, e do diferencial daquele que sabe cumprir com o juramento prestado ao ser promovida sua inscrição.

Hoje é dia de valorizar a essência da advocacia! De homenagear a luta constante dos que exercem o dom da defesa com maestria! E de honrar os integrantes da classe que contribuem para a verdadeira efetivação “dos direitos humanos e garantias fundamentais, da cidadania, da moralidade, da Justiça e da paz social”.

As transformações diárias, com meios virtuais, adaptações às novas sistemáticas de trabalho, dos direitos a serem alcançados, apenas impulsionaram a verdadeira advocacia, aos novos horizontes… E aos novos desafios!

Em meio a tantas oportunidades, a motivação toma conta do meu ser, e como advogada, me sinto privilegiada de assim podem desenvolver…

Para o dia de hoje, mais relevante, é o agradecimento ao inspirador da arte de advogar, nosso Senhor Jesus Cristo, advogado dos advogados, afinal, “o Senhor será o advogado deles, e despojará da vida os que os despojarem. (Provérbios 22:23)” e ainda “Saibam que agora mesmo a minha testemunha está nos céus; nas alturas está o meu advogado. (Jó 16:19)”.

Mil vivas aos advogados que sabem conduzir suas atividades com ética profissional, respeitando a sociedade como um todo, contribuindo para o aprimoramento do bem comum!

Meu carinho a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Seção do Paraná, como forma de agradecimento pelas oportunidades de crescimento profissional junto ao Tribunal de Ética e Disciplina…

Deixo meu registo especial aos meus amigos de batalhas diárias da “Forti Advogados”, os quais, carinhosamente fazer parte da nossa “Liga da Justiça”, alinhando competência, dedicação, e a alegria no ambiente de trabalho: defendem os direitos que lhes são conferidos!

Uma ótima quarta-feira!

Abraços,

Janaina Chiaradia

 

Previous ArticleNext Article
Jurista, Mestre em Direito, Professora, Palestrante e Escritora.
[post_explorer post_id="782248" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]