Moro, um case, pela porta dos fundos

O ex-juiz e ex-ministro Sérgio Moro está se transformando naquilo que publicitários e marqueteiros definem, na colonizada afetação de linguagem, como um verdadeiro "case".

Pedro Ribeiro - 01 de abril de 2022, 11:29

Foto/Divulgação
Foto/Divulgação

 

 

Por Alceo Rizzi

O ex-juiz e ex-ministro Sérgio Moro está se transformando naquilo que publicitários e marqueteiros definem, na colonizada afetação de linguagem, como um verdadeiro "case". Um caso, em tradução na linguagem dos incultos. Caso do que não se deve fazer para prejudicar a imagem do que sempre tratam como produto. Seja ele animado ou inanimado. No caso, em suspeita simbiose. Transformou-se em caso de como ser um ex-tudo. Ex-juiz, ex-ministro, ex-candidato a candidato a presidente e sabe-se lá o que está por vir ainda. Esse negócio de se auto-iludir por mística estimulada de messianismo enquanto iniciava sua cruzada pela toga, tem o condão de muitas armadilhas. Ainda assim dá para juntar os cacos, achar uma saída, nem que seja pela porta do fundos, como faz agora. Novamente? Um "case" considerável. Vai acabar deputado federal. A propor emendas…

 

Alceo Rizzi é jornalista