Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Câmara Federal decreta o fim dos reajustes para servidores públicos

Para dar respaldo político ao programa de ajuste c econômico do governo Temer, o presidente da Câmara dos Deputados, Rod..

Pedro Ribeiro - 14 de novembro de 2016, 11:11

Para dar respaldo político ao programa de ajuste c econômico do governo Temer, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), acaba de afirmar que a Casa não votará novos aumentos salariais para o funcionalismo público. “Já avisei o governo que qualquer outro aumento enviado neste momento vai ficar parado”, disse Maia, quando lhe perguntaram se não havia incoerência entre o empenho do governo e sua base parlamentar na aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita as despesas públicas - a PEC do Teto dos Gastos - e a aprovação de medidas que elevam a folha de pessoal, como a que havia acabado de passar numa comissão especial da Câmara, assegurando reajustes salariais e bônus de eficiência para auditores fiscais e analistas da Receita Federal.

ANÚNCIO

Acabou, não haverá mais nenhum tipo de aumento”, reforçou o presidente da Câmara, observando que os benefícios para servidores da Receita haviam sido acertados pelo governo e seu impacto sobre as contas do Tesouro está embutido na meta de déficit primário de R$ 170,5 bilhões fixada para este ano. Acrescentou que, se o governo tiver algum alívio fiscal e financeiro, “deveria ser para ajudar os Estados e municípios e não para gerar despesas no governo federal”. (Veja mais detalhes no Estadão).pedro.ribeiro