A esteira de última geração para o general esticar as pernas

Pedro Ribeiro


Enquanto milhares de brasileiros se concentram na fila da Caixa Econômica para receber míseros R$ 600 para levar comida para casa, em Brasília, em tempos de isolamento social, o governo federal pretende gastar R$ 44 mil com a compra de uma esteira ergométrica de última geração para o vice-presidente, Hamilton Mourão, praticar seus exercícios diários.

Como disse ao Paraná Portal o senador Oriovisto Guimarães: o Brasil está vivendo uma crise completa: crise na saúde, com milhares de pessoas morrendo pela Covid – 19, crise na política, onde o governo está negociando cargos com o Centrão, as velhas raposas políticas do Congresso Nacional e crise na economia, onde, hoje, o Brasil está ao lado da Índia na fuga de capital.

Enquanto isso, o Palácio do Planalto vai gastar dinheiro com uma esteira cujo modelo procurado vem com programas pré-configurados de exercício físico, tela touch screen de alta definição, internet, TV e “cursos interativos”. O valor total é estimado em R$ 44.034,52, já considerando a instalação.

O edital foi aberto nesta segunda-feira, 25, pela Vice-Presidência.

Uma compra desnecessária em um momento tão delicado como este. O próprio vice-presidente Hamilton Mourão deveria ter vergonha na cara e pedir o cancelamento desse aparelho e procurar cuidar das famílias das pessoas que estão sendo enterradas em valas comuns devido ao coronavírus.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="700711" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]