A “grande limpeza” já expurgou mais de 1 milhão de corruptos na China

Pedro Ribeiro


 

Estudo realizado pela BBC mostra que desde que se tornou a principal liderança da China, em 2012, Xi Jinping vem comandando um forte aparato de combate à corrupção que já puniu mais de 1 milhão de funcionários públicos.

Segundo o estudo, publicado pela BBC, mais de 170 ministros e vice-ministros foram demitidos e muitos deles acabaram na prisão após serem acusados de crimes como corrupção, má conduta e transgressão das diretrizes do partido.

Esta caçada histórica está sendo descrita como um expurgo interno sem precedentes de opositores, em uma dimensão nunca antes vista desde Mao Tsé-Tung (1893-1976).

Nos últimos cinco anos, 35 membros com e sem direito a voto no poderoso Comitê Central do PCC foram punidos. Ou seja, quase o mesmo número dos que tiveram a mesma sorte entre 1949 e 2012.

Os dados oficiais indicam a punição de 1,34 milhão de funcionários do governo em todos os níveis (apelidados de “tigres e moscas”) durante os primeiros cinco anos do governo Xi. Eles foram acusados de corrupção e transgressões disciplinares.

Nenhuma área foi poupada: as baixas atingiram desde líderes de vilarejos e gerentes de fábricas, passando por ministros e generais do governo. A chamada “grande limpeza” atingiu, inclusive, a cúpula do regime.pedro.ribeiro

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal