A Greca, ou a qualquer cidadão, o desejo deve ser único: boa recuperação

Pedro Ribeiro

Greca afirma que Curitiba pode adotar lockdown e cassação em massa de alvarás

Por um breve período as pessoas que curtem as redes sociais não vão ver o prefeito de Curitiba, Rafael Greca (DEM), cantando, com voz aguda, pelos quatro cantos da cidade, o Hino de Curitiba. Tampouco, nas ruas, fazendo campanha para a reeleição. Greca está internado com covid-19. Até que demorou para ser vítima da doença que vem matando pessoas em todo o mundo.

Os candidatos de oposição ao prefeito torceram o nariz. Primeiro com sua decisão de não participar do debate na Band TV e agora por se isolar.

O prefeito Rafael Greca esteve com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, no sábado, dia 12 de setembro, num encontro sobre a Reforma Tributária. Na quarta-feira, dia 16 de setembro, à noite, o prefeito tomou conhecimento do resultado positivo de Maia pela TV.

Fez teste na manhã no dia 17 de setembro e entrou em período de isolamento. O resultado saiu na sexta-feira, dia 18, e foi negativo. Na segunda-feira, dia 21, o prefeito fez um novo teste e, no dia 22, no final da tarde, o resultado deu positivo. Como já cumpria isolamento permaneceu da mesma forma, sem realizar agendas ou receber pessoas.

No sábado, o médico que o acompanha pediu exames novos exames por volta da hora do almoço. Ao ver os resultados que mostraram um quadro de pneumonia – leve no prefeito e moderada na dona Margarita- decidiu pela internação.

Que o prefeito e candidato se recupere logo dessa enfermidade que não é desejada a ninguém, muito menos em campanha eleitoral.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal